in ,

Entrevista: Jacob Banks fala sobre novo álbum e primeiro show no Brasil

Cantor fará apresentação única em São Paulo, no dia 23 de setembro

Foto: Divulgação

Considerado um dos grandes nomes do soul atual, Jacob Banks estará vindo ao Brasil pela primeira vez no dia 23 de setembro. Com um álbum novo na bagagem e muita expectativa para a apresentação única em São Paulo, o cantor nos contou em entrevista como vai ser esse show para os fãs. Leia na íntegra abaixo!

Entrevista com Jacob Banks

Então, queremos começar sabendo mais de seu novo álbum, “Lies About The War”, que você está se preparando para lançar. Pode contar um pouco sobre a produção dele?

Ele foi feito praticamente em casa e boa parte dele com apenas, tipo, um punhado de músicos. Tem sido um processo calmo, como foi feito tipicamente no passado, mas foi agradável.

Eu realmente gostei de passar por essa jornada de me preocupar mais com as músicas como um todo, em vez de sentir que eu apenas queria um certo tipo de história ou um certo tipo de cor.

Mas eu gostei muito, tem sido bem divertido. Estou ansioso para pegar a estrada e começar com as performances.

Legal. Esse será o seu primeiro álbum pós-pandemia, certo? A pandemia afetou seu trabalho de certa forma?

Tipo isso. Isso mudou minha abordagem com a música. Como eu disse antes, tipicamente ela envolve muito mais gente, mas isso mudou minha abordagem com a composição.

Eu costumo escrever mais sozinho e depois vou ao estúdio para finalizar as músicas, onde eu normalmente iria para começar [o processo]. Então, isso meio que mudou a ordem de como eu escrevo as músicas.

E para compor essas músicas, pode nos falar mais sobre suas inspirações?

É a vida, cara. Há tanta coisa acontecendo na vida. Há tantas coisas para se falar. Eu acho que, como um artista, seu trabalho é refletir sobre o presente, e são tantas coisas acontecendo.

Há tantas histórias para contar. Eu acho que o mundo artístico é como um time esportivo. Eu não preciso contar as mesmas histórias que o Sam Smith. Ele pode focar em certos tipos de história, e eu posso focar em um tipo diferente.

Então, acho que todos nós estamos apenas refletindo sobre o que é importante para nós, quais batalhas são importantes para nós. Eu olho para o mundo e há muita inspiração, às vezes.  

Suas músicas já apareceram em diversos tipos de mídias diferentes, como filmes e séries… Qual deles você ficou mais impressionado de fazer parte?

Eu tenho uma música em “Tom & Jerry” que foi, para a pequena criança interior dentro de mim que cresceu assistindo “Tom & Jerry”, em pensar que eu um dia poderia fazer parte, foi apenas insano!

Acho que entre esse e a mesma música que, na verdade, foi usada em memória ao Kobe Bryant quando ele faleceu. Novamente, a mesma coisa: Kobe Bryant foi um dos maiores heróis na minha infância.

E pensar que, algum dia, eu seria capaz de ajudar a contar sua história, foi tão grandioso para mim. Foi a forma perfeita de dizer “obrigado” porque ele foi uma grande inspiração para mim e um monte de jovens negros. Ele foi, provavelmente, o primeiro homem negro de sucesso nos esportes que eu me lembro.

Quando ele faleceu e eu tive a oportunidade de contar a sua história, isso foi muito bom. Então, entre “Tom & Jerry” e Kobe Bryant, um dos dois.

E você está vindo ao Brasil pela primeira vez para tocar por aqui, né?

Sim!

O que você já sabe sobre o país?

Eu sei que vocês têm uma comida muito boa e que gostam de festar. É o que eu sei até agora.

Como estão as expectativas para o show aqui?

Não tenho expectativas do público. O motivo é que os meus fãs brasileiros, meus amigos, têm me mostrado tanto amor e apoio ao longo dos anos. O show é para o público.

É para eu dizer “obrigado” por sempre estarem me apoiando. Por alguma razão, e eu não sei o porquê, mas eu sempre tive uma quantidade incrível de amor e apoio do Brasil.

Então, o show é para agradecer. Eu quero ter a minha chance de dizer “obrigado” pessoalmente por todo o apoio ao longo dos anos, apenas para dizer “olá” para todo mundo.

Você estará vindo já com o novo álbum. Tem alguma música que está mais animado para tocar aqui?

Eu acho que provavelmente as antigas. Há músicas que eu já toquei em várias cidades em que estive antes, mas eu acho que o Brasil terá um show diferente, porque será a primeira vez.

Então, eu tenho que tocar todas as músicas. O show no Brasil será diferente do show que foi para todos os outros [públicos]. Tipo, eu estive em Paris centenas de vezes. Paris ouviria muito do novo álbum, mas o Brasil merece ouvir as músicas antigas também, porque vocês nunca as ouviram ao vivo.

Será um show diferente. Será um show especial. Nós vamos poder passar por todas as músicas que já lancei, e escolher alguns momentos entre elas para tentar entregar ao máximo no tempo disponível que eu tiver.

Então, na verdade, não existe uma música que eu esteja mais ansioso para cantar. São músicas que eu simplesmente não estou cantando mais, porque eu mudei. Mas, para o Brasil, eu as trarei de volta.

Okay, essa foi minha última pergunta. Muito obrigada por falar com a gente!

Obrigado você, tenha um ótimo dia!


Os ingressos para o show de Jacob Banks em São Paulo, no Cine Joia, dia 23 de setembro, já estão à venda e podem ser adquiridos online pelo site da Eventim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Loading…

    0