6 de novembro de 2019 por Mariana Vince.

Grandes mudanças acontecerão na próxima edição do Brit Awards! A premiação comemora seu quadragésimo evento.

Foi anunciada a redução no número de categorias para a próxima edição do Brit Awards, que agora serão apenas nove. Essa decisão foi tomada para que sobre mais tempo e espaço para as apresentações musicais dos artistas convidados. E falando sobre as apresentações, o evento agora dará total liberdade de criação aos próprios artistas. Segundo o Brit, “sem impor limitações criativas às suas performances”.

Outra novidade é a mudança dos nomes das categorias. “Melhor Single Britânico” se tornou “Música do Ano”, “Critic’s Choice” agora é “Rising Star” (“estrela em ascensão”, em português) e “British Breakthrough Act” mudou para “Artista Revelação”. A categoria “Grupo Internacional”, por exemplo, foi retirada da competição.

Além disso, os vencedores de cada categoria serão escolhidos pela Academia de Votação Oficial de 2020, em vez do público.

Foi revelada também a estatueta, a “Lady Britannia”, que volta ao seu design original após dez anos sem ser utilizada. Desde 2010, artistas renomados personalizaram as estatuetas.

Divulgação/ BRITs

A cerimônia acontecerá em 18 de fevereiro de 2020, na O2 Arena, em Londres.

Confira a seguir as nove categorias do Brit Awards 2020.

Artista Solo Masculino
Melhor Grupo
Artista Revelação
Rising Star
Música do Ano
Álbum do Ano
Cantor Internacional
Cantora Internacional

Confira os vencedores do Brit Awards 2018.

Brit Awards sem divisão de gênero

Alguns meses antes da revelação das mudanças feitas pelo Brit Awards para sua próxima edição, alguns rumores circularam pela mídia.

Segundo informações, estava sendo estudada a possibilidade da premiação acabar com a separação de gênero em suas categorias. De acordo com o jornal The Sun, tudo isso teria começado após o cantor Sam Smith ter revelado que se considera uma pessoa não-binária. A ideia de aceitar a proposta seria para acolher artistas como Sam Smith.

Porém, a informação não foi bem recebida pelo jornalista do programa “Good Morning Britain”, Piers Morgan. Ele disse achar um absurdo que a premiação seja alterada por conta de “um cara”. Além disso, o jornalista também acredita que acabar com a divisão de gênero prejudicaria as artistas mulheres. Segundo ele, “o objetivo de se ter categorias dividas por gênero é para deixar justo e igualitário”.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.