in ,

Bridgerton 2ª temporada: 5 maiores DIFERENÇAS entre o livro e a série

A adaptação da Netflix deixou algumas cenas favoritas dos fãs de fora da 2ª temporada de Bridgerton

anthony bridgerton e kate sharma dançando em baile na série da netflix; imagem ilustrativa comparação livro bridgerton e série
Foto: Reprodução/Instagram

A série Bridgerton é baseada nos livros de Julia Quinn, e a 2ª temporada fez várias mudanças em relação à literatura.

O eixo central foi mantido: a história de amor entre Anthony Bridgerton e Kate Sharma. Mas vários momentos importantes passaram por modificações.

Algo comum, já que a série é apenas uma adaptação. Mesmo assim, certas alterações chamaram bastante atenção. Veja abaixo.

ATENÇÃO: O CONTEÚDO TEM SPOILERS DA SEGUNDA TEMPORADA DE BRIDGERTON E DO LIVRO “O VISCONDE QUE ME AMAVA”.

Maiores mudanças da série para o livro Bridgerton 2

Algumas alterações na série são relativamente simples. Theo e Lorde Fearrington, por exemplo, não existem na literatura. Mas outras mudanças parecem ter deixado os fãs, em parte, decepcionados.

1. Medo de abelhas de Anthony

Depois que Edmund Bridgerton, o patriarca da família, morreu por causa de uma picada de abelha, Anthony Bridgerton tomou horror ao inseto.

No dia a dia, ele até desdenha do animal. Mas quando uma abelha pica Kate Bridgerton, ele entra completamente em pânico. Parte disso foi mostrado na série, mas não houve continuidade para o evento maior, que falaremos logo mais.

2. Medo de tempestades de Kate

Assim como Anthony, Kate Sharma tem um medo irracional, que é de tempestades e relâmpagos. Ela não sabe ao longo do livro, mas a fobia tem a ver com o fato de a mãe dela ter falecido em uma noite de chuva forte.

Uma das cenas favoritas dos fãs dos livros Bridgerton acontece por causa dessa fobia.

Ao não conseguir dormir, Kate vai à biblioteca. Porém, a tempestade começa, ela entra em pânico e se esconde debaixo da mesa.

O visconde a encontra ali e a consola da melhor forma que pode. Kate, então, se acalma e eles têm uma conversa tranquila, ao mesmo tempo em que lutam contra o desejo que sentem um pelo outro. 

Também é um trecho um pouco cômico, já que tudo se passa com as duas personagens encolhidas debaixo da mesa (e Anthony faz piada sobre isso no final).

3. Anthony e Kate se casam forçados

Voltando à história da abelha. Como acontece na série, Kate Sharma é picada por uma abelha no jardim. Só que Anthony entra em completo pânico, e tem a certeza de que ela vai morrer assim como seu pai fez.

Mesmo que não admita, o visconde se importa muito com Kate. Então, tenta sugar o veneno da abelha do colo dela.

O resultado é uma cena comprometedora: Anthony com a boca próxima ao seio de Kate. Eles são flagrados por Mary Sharma (mãe de Kate), Lady Violet Bridgerton (mãe de Anthony), e Portia Featherington (a matriarca dos Featherington e considerada uma das maiores fofoqueiras da sociedade).

O vinconde e Kate tentam se justificar, mas não funciona. Para evitar o escândalo e o risco de Portia contar o que sabe à sociedade, eles se casam.

Para Anthony, é um ótimo acontecimento. Ele estava decidido a renunciar ao desejo que tinha por Kate, mas o casamento forçado o isentou dessa decisão. Já Kate já tinha compreendido que estava apaixonada pelo visconde, e fica feliz com a perspectiva do matrimônio.

4. Edwina não se apaixona por Anthony

Claro que quando Anthony Bridgerton se interessa por Edwina Sharma, ela se sente lisonjeada. Porém, a caçula Sharma não se apaixona pelo visconde no livro.

Na verdade, ela se apega à opinião de Kate, que procura afastá-la do pretendente. Até por isso, quando Kate e Anthony se casam, não há drama: Edwina inclusive diz que está muito feliz e nada surpresa com o enlace dos dois.

Na série, é interessante ver que Edwina demonstra melhor suas opiniões e opta por manter a atenção do visconde durante o período de cortejo. 

Porém, isso acaba por criar um drama bem maior entre as irmãs, já que ambas se apaixonam por Anthony Bridgerton e têm sua relação bem abalada quando a verdade vem à tona. 

5. Anthony resolve não se apaixonar por Kate (e falha)

Outra coisa importante sobre a morte de Edmund Bridgerton é que Anthony o considera o maior homem que já conheceu.

Por isso, ele tem certeza de que nunca poderá superar seu pai em nada, nem mesmo em idade. Assim, Anthony acredita piamente que vai morrer até os 39 anos. Por isso, não quer se apaixonar, para que, quando partir, não sofra por deixar alguém para trás.

É por isso que, no livro, Anthony Bridgerton decide (e diz à Kate) que não vai se apaixonar por ela.

Na série, por outro lado, a relutância dele por se apaixonar tem a ver com o período de luto e dor que sua mãe sofreu após a morte de seu pai. Foi uma escolha inteligente da série, pois o motivo se tornou mais palpável para o espectador.

No livro e na Netflix, porém, o visconde falha miseravelmente em não se apaixonar, e declara seu amor por Kate logo no fim da história.

Qual dessas cenas do livro 2 de Bridgerton, “O visconde que me amava”, você gostaria de ter visto acontecer na série?

Agora que a segunda temporada já foi lançada, é hora de saber o que vem a seguir. Leia também: Guia Bridgerton: a história prevista para cada temporada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Loading…

    0