5 artistas LGBTQ+ que usam sua voz para fortalecer o movimento

O mundo vem evoluindo cada dia mais quando o assunto é aceitação e respeito à diversidade. […]

Por em 13 de janeiro de 2021

O mundo vem evoluindo cada dia mais quando o assunto é aceitação e respeito à diversidade. Nesse processo, os artistas LGBTQ+ que se propõem a lutar pela causa são essenciais para fortalecer a comunidade. 

O preconceito e a intolerância estão ainda hoje, infelizmente, presentes em todos os lugares. Na indústria da música, a situação não seria diferente. Porém, diversos artistas LGBTQ+ demonstram muita coragem ao levantar a bandeira e usar sua visibilidade em apoio a causa. 

A representatividade é muito importante para que outras pessoas possam passar pelo processo de aceitação e serem felizes como são. Nessa lista, separamos alguns artistas que estão ativamente fazendo suas contribuições para a comunidade!

1. Pabllo Vittar

A drag queen brasileira é uma das mais famosas do mundo e vêm trazendo muita visibilidade para o assunto no Brasil. O país aparece no topo da lista de países que mais mata LGBTs.

Em 2018, Pabllo foi convidada pela Billboard a escrever uma carta para a comunidade LGBTQ+ em junho, mês do orgulho.

“Vamos conversar sobre ironias? Por mais que a visão que as pessoas têm de morarmos em um país alegre, divertido e com a maior parada LGBTQI+ do mundo também é o país que mais nos mata (dados da Anistia Internacional).”

Pabllo constantemente fala da importância da representatividade e como se orgulha em poder ser espelho para outros jovens LGBTQI+.

“Eu lembro quando eu estava crescendo e não tinha ninguém para me espelhar e isso era muito difícil. O que faz meu trabalho valer a pena é mudar a vida das pessoas.”, disse a cantora em um vídeo tutorial para a Vogue.

artistas LGBTQ+
Foto: Reprodução/Instagram

Leia também: De “Open Bar” a “111 DELUXE”: a trajetória musical da Pabllo Vittar

2. Hayley Kiyoko

A cantora assumidamente lésbica é uma porta-voz constante para mulheres lésbicas, que possuem representatividade mínima na indústria da música atualmente.

Hayley vem lutando para normalizar relacionamentos entre duas mulheres através de suas músicas. Ela aborda suas experiências amorosas de forma natural nas músicas, explorando alguns obstáculos do processo de auto descoberta.

“Como artista, sempre esperamos inspirar. Eu sou gay. Sou asiática. Eu sou uma mulher. Mas eu me sinto fortalecida. É muito importante usar sua vida, não apenas sua plataforma, para compartilhar valores positivos e ajudar as pessoas.”, disse em entrevista a Billboard.

Para além de sua música, Hayley também se envolve na causa de forma ativa. A cantora já participou de diversos projetos de arrecadação em prol da comunidade. Em parceria com a MeUndies foi desenvolvido o projeto ‘Celebrate’ no qual todas as peças vendidas tinham parte dos lucros doados para o centro LGBT de Los Angeles.

artistas LGBTQ+
Hayley para Gay Times. Foto: Jack Alexander

3. Lil Nas X

O rapper se assumiu gay em 2019, quando seu hit Old Town Road estava no auge. A canção passou 15 semanas no topo da Billboard Hot 100 e se tornou a música por um artista queer a passar mais tempo nessa posição no chart, desbancando Elton John.

Lil Nas X revelou sua sexualidade de forma descontraída através de um tweet evidenciando a bandeira LGBT na capa de seu EP.

“Achei que eu tinha deixado óbvio”

Em entrevista ao The Guardian, o rapper contou que não tinha a intenção de revelar sua orientação antes de ficar famoso. Assim, ele reconhece que não é uma decisão fácil a ser tomada e apoia aqueles que preferem não tornar o assunto público.

“Quero 100% ser um representante da comunidade LGBT, mas também me preocupo com a segurança e o bem-estar dos meus fãs.”, disse ao The Guardian.

artistas LGBTQ+
Foto: Reprodução/Youtube

4. Lauren Jauregui

Lauren é muito sincera sobre sua bissexualidade desde que falou abertamente sobre isso pela primeira vez em 2016.

A cantora, assim como Pabllo Vittar, também escreveu uma carta para os seus fãs LGBTQI+ a convite da Billboard.

“Eu tenho orgulho de fazer parte de uma comunidade que só espalha amor e educação e apoia uns aos outros.”, diz a cantora em sua carta.

Lauren também recebeu o prêmio de ‘Artista LGBT do Ano’ no British LGBT AWARD em 2017 pelo seu apoio e engajamento com a comunidade.

Também muito engajada com as ações da comunidade, Lauren se tornou embaixadora do Stonewall Inn, uma iniciativa filantrópica que visa arrecadar doações para levar educação, suporte financeiro e apoio para as pessoas LGBTQI+ que precisam.

artistas tgbtq+
Foto: Reprodução

5. Troye Sivan

Troye assumiu sua sexualidade publicamente com 18 anos de idade. Desde então, constantemente dá voz à comunidade.

“Eu diria que esse temor é totalmente compreensível, e até prudente. Mas você também não pode se esquecer de que existem pessoas por todo mundo vão te aceitar como você é”, disse Troye em entrevista ao G1 quando perguntado sobre jovens que têm medo de assumirem sua sexualidade.

No videoclipe da música Heaven, o cantor fez uma homenagem às pessoas LGBTQI+ que pavimentaram o caminho de luta da comunidade. “Este vídeo é dedicado a todos aqueles que vieram antes de mim e que lutaram por nossa causa, e aqueles que continuam a lutar hoje. […]”, escreve Troye na descrição do clipe no YouTube.

Troye Sivan em ensaio fotográfio para "In A Dream". É um close do rosto do cantor.
Foto: Reprodução


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!