4 de maio de 2014 por Renan Collier.

Little Mix

Little Mix faz parte de uma safra excelente de girlbands formada no programa “X Factor” pelo produtor Simon Cohel. Além de serem todas muito talentosas elas trazem em si o fardo de representar a força da mulher no mercado iconográfico. As famosas Spice Girls eram símbolo do girl power nos anos noventa e não era a tôa que mais de 70% de seu público era feminino.

Não estou dizendo que as meninas do Fifth Harmony não poderiam ter representado esse girl power, a performance que elas trazem de Independente Woman é excepcional, mas as britânicas possuem uma estética mais agressiva que combina com o apelo e casa muito bem com o propósito.

O clipe de “Salute” foi lançado na última quinta-feira (01/05) e a primeira coisa a ser observada é a semelhança do clipe com um vídeo lançado a alguns anos atrás por Beyoncé para a música “Who Run The World (Girls)”. Fazer uma referência a um clipe tão forte e de uma artistas tão icônica como ela é um perigo. A realidade tem que exceder todas as expectativas ou todo o trabalho vai por água abaixo.

Primeiramente temos o visual: todas aparecem com roupas despojadas. Uma coisa que acho muito interessante do Little mix é como cada uma delas traz um estilo diferente, e mesmo assim elas casam tão bem, esta característica fica bem evidente em “Salute”.

Colle

Logo após temos a atitude: Uma dança agressiva e provocativa mas sem deixar de ser perfeita. Os movimentos delas já eram conhecidos e “Move” foi um clipe com bastante dança. Salute é sobre mulheres valorizando mulheres, homens aos seus pés e o mundo nas suas mãos (incrível o que você pode passar só com um jeito de dançar né?).

A parte final do clipe é épica, várias mulheres em um quartel general feminino prontas para reivindicar seus direitos em um mundo feito por homens.

Estamos falando aqui de uma mega produção, talvez uma das maiores feitas por elas até agora. Esse videoclipe, apesar de ter somente uma locação, provavelmente custou uma boa grana da gravadora, o que significa que elas estão sendo valorizadas.

Clle

Temos que dar o braço a torcer: elas são conhecidas por um pop diferente e mais britânico, mas essa música tem um quê de Nicki Minaj, lembrado fortemente pela Leight-Anne, que agradou bastante. Um ponto positivo no setor expectativa.

Nunca é bom copiar um clipe ou se inspirar nele, mas esta foi uma produção feliz. Mesmo que não tenha sido proposital “Salute”se destacou não só pelo semelhança, mas pelo apelo pertinente. As meninas estão crescendo muito rapidamente, um som maduro e muito bom que tem tudo para dar certo.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.