31 de outubro de 2015 por Thaís Alberti.

A banda Hala, original de Michigan (EUA), começou como um projeto solo do vocalista e guitarrista, Ian Ruhala, enquanto ele passava por um período difícil tentando desligar-se de um relacionamento, usou a música como escape. Pessoas como Alex G., Mac Demarco e M. Ward foram as inspirações iniciais para o que viria a se tornar a Hala.

“É realmente caseiro, super lo-fi, porque eu não faço ideia do que estou fazendo enquanto estou gravando” disse Ian.

Hala Track

(Créditos: Carlos Dias)

O baixista, Jj Stanbury, conheceu Ian quando ambos tinham apenas doze anos de idade, e foi quando Jj apresentou Ian às músicas que Zach James, guitarrista, fazia na época – “Eu costumava stalkear ele durante um tempo, porque o tipo de música que ele fazia na época é o mesmo tipo de música que fazemos na Hala hoje, mas ele estava adiantado”; o baterista, Elton Defrance, é amigo de faculdade de Jj e está na banda há algum tempo – “Ele é provavelmente o cara mais legal da banda! Eu convidei ele e o Zach pra tocarem ao vivo comigo, numa batalha de bandas, e então esse foi o primeiro show da Hala!”. Jj e Ian estiveram juntos, por um bom tempo, em outra banda, antes da Hala.

IMG_2642

“A respeito de gravações e escrever as musicas é basicamente só eu, eu faço música sozinho no meu quarto e eu amo fazer isso! Eu, na verdade, preciso fazer isso pra me sentir ocupado. Música é minha vida e eu não sinto que isso mudará algum dia” disse Ian sobre o processo de composição da banda.

Tracklist: Como vocês foram parar no Brasil?

Ian: Balaclava Records é o selo que estamos. Eu  escrevi todas essas músicas e mandei pra eles, aí eles falaram “Vamos publicar! Vamos publicar seu EP e vamos fazer uma tour “. Foi lançado em meados de julho e tivemos uma tour planejada.. Foi absolutamente louco. Melhor época da nossa vida.

A banda tocou pelo Brasil, em cidades como Sorocaba (SP), São Paulo (Sp), Caxias do Sul (RS) entre outras, atraindo um grande público que, realmente, demonstraram gostar da banda e também que conheciam todas as canções.

“Ninguém se importa com a gente em Michigan! (Risos). O público no Brasil foi muito diferente, aqui as pessoas nem se mexem nos shows, eles só ficam de braços cruzados te encarando com uma expressão meio brava. Nem os cachorros se mexem, as pessoas parecem zumbis”

Na tour pelo Brasil, a banda ainda fez uma versão especial de uma das canções, de nome “Canadian Girls” (Garotas Canadenses) para “Brazilian Girls” (Garotas Brasileiras), por conta disso, perguntamos ao vocalista o que ele escreveria sobre as garotas brasileiras afinal, e ele disse que:

“Eu não sei dizer, ao certo, as garotas brasileiras têm um ar diferente, elas são muito legais e gentis, muito bonitas também! Mas as garotas canadenses bebem maple syrup e as brasileiras não”.

Perguntamos ainda o que eles provaram do Brasil, e tivemos como resposta:

“Um drink barato chamado Catuaba. Era péssimo, mas era ótimo (risos). Provamos cachaça também. No Brasil foi legal porque ganhamos muitas coisas gratuitas nos shows, isso foi bem legal. Cerveja de graça nunca é demais”. A tour rendeu ainda algumas histórias engraçadas como:

Elton: O JJ mijou num sofá.

Zach: Tinha um cachorro deitado no sofá que eu achei que estava morto, ele estava deitado no sofá e não se mexeu por horas, mesmo eu cutucando a todo momento enquanto todo mundo dizia “cara esse cachorro está morto!”. E quando voltamos, horas mais tarde, só havia um monte de pelos, acho que ele explodiu.

Ian: Nós passamos um dia em Santos e foi sensacional.

Zach: As praias são exatamente o que eu imaginei do Brasil.

IMG_2643

Tracklist: As músicas são muito pessoais, mas, ao mesmo tempo falam de algo totalmente comum, você acha que algum dia virá a se arrepender de ter escrito alguma?

Ian: Eu não sei se eu me arrependeria, mas eu não gosto das músicas logo depois que as gravo, aí passo por um período em que eu adoro tocá-las e as acho sensacionais e então quero fazer outra. Eu não me arrependeria, eu vou tocar minhas músicas, eu não me importo se essas pessoas vão gostar ou não, e se você quer ouvir sobre Acid Wash Jeans e meus problemas então ótimo!

hala track 2

(Créditos: Carlos Dias)

Tracklist: E o novo álbum?

Ian: Eu gravei o álbum inteiro acústico sozinho, porque era o que eu queria fazer, só por diversão, porque eu estava na escola e estava sem meu equipamento, sem a bateria, só com meu violão e eu usei ele e meu laptop para gravar. Esse novo álbum é, basicamente,  sobre perder a cabeça e Beach Boys, é tudo que eu posso dizer. Tenho três músicas prontas do novo disco do Hala, elas estão um nível acima de tudo que já fiz, não sei quando será lançado porque eu quero escrever onze músicas boas, talvez ano que vem.

Confira partes exclusivas da entrevista:

Ouça também a playlist de Halloween feita pela banda:

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.