25 de maio de 2019 por Giovana Bonfim Escudine.

Como é bom termos Taylor Swift de volta! Mesmo com apenas um single divulgado em sua nova era, “ME!”, parceria com Brendon Urie, sua agenda de divulgações está à todo vapor.

Leia também: Taylor Swift faz primeira apresentação ao vivo de “ME!” sem Brendon Urie

Atualmente, ela está pela Europa fazendo uma série de aparições em programas de rádio e TV, onde se apresenta e dá entrevistas. Um dos últimos países que Swift esteve foi a Inglaterra, e, por lá, esteve no Graham Norton Show. Confira abaixo sua apresentação com ME!:

Um dos momentos memoráveis de sua passagem pelo programa foi quando ela fala sobre o dia que bateu o carro duas vezes! Assista e veja a tradução:




Taylor Swift: Quando a Rolling Stone faz uma capa eles saem com você. Você fica com o jornalista por alguns dias e vocês só saem. Você dirige, eles estão sentados ali; se você vai almoçar, vão juntos. É uma coisa normal. E foi algo muito importante para mim estar na capa da Rolling Stone, ainda é. Para mim, isso é enorme.

Então, claro que eu estava tipo “seja a sua melhor versão hoje. Se você for dirigir, dirija o melhor que você conseguir”. E também ao mesmo tempo você fica “como posso ser verdadeira e não fingir ser verdadeira?”, quando na verdade eu sei que é um jornalista. Mas, apesar disso, eu estava só “ok, vou recebê-lo por um dia, eu sou ensaiar, é normal. E vou dirigir para ele, por que é o que eu normalmente faço. Seja sua melhor versão dirigindo”.

E eu me envolvi em dois acidentes de carro. Com ele no carro. Um foi minha culpa, o outro não. Um foi tipo “me desculpe”, e o outro “de nada, eu salvei sua vida”. Mas eu estava entrando em pânico e quando encostamos ele gritou algo como “eu tenho um recém-nascido em casa!”. Eu fiquei pensando que não fosse ser uma matéria de capa boa para mim. Vai ser bom para as pessoas lerem, mas não para mim.”

Entrevista para o Independent

Ainda pela Inglaterra, Taylor Swift também conversou com o Independent, que resultou em uma extensa entrevista.

Sobre as referências explícitas e escondidas do clipe de ME!, ela conta:

“Eu assisto muitos filmes e sempre amei musicais. Com ele, eu queria que fosse meio que ser uma carta de amor para os épicos filmes musicais, mas sempre com uma reviravolta excêntrica. Algumas coisas foram inspiradas por grandes filmes da Disney, ou clássicos como Cantando Na Chuva. (…) Dramático, mas nunca levando tão à sério.

Eu queria canalizar Pattie Boyd na cena dos anos 60 porque eu a adoro. Duas taças de vinho e eu estou gritando sobre o quanto eu amo Pattie Boyd. Eu também gosto da idéia de brincar com estereótipos de romances antigos, como um homem faria um grande gesto na rua para uma menina em sua varanda. Ao invés disso, sou eu e várias outras mulheres em ternos fazendo isso.”

E de fato existem mensagens subliminares no vídeo. Nele está o título ainda não revelado do álbum: “Acho que você o vê uma vez e o escuta duas”.

Swift ainda fala sobre o que queria passar com a música. “Eu queria que eles (os fãs) vissem que estou em uma direção diferente musicalmente falando do que eles têm visto nos últimos anos. Essa música foi para mudar as expectativas e ser um pouco de um ‘neutralizador de paladar’ antes que escutem mais do novo projeto”.

Taylor ainda diz que sabe há algum tempo de como queria que ele ficasse. Que é algo como “o céu após uma tempestade. Calmo, colorido e mais bonito que antes”.

Taylor Swift e aproximação com o público

Apesar da era “Reputation” Taylor não ter parecido tão próxima de seus fãs quanto no “1989”, parece que essa característica está voltando.

Uma das estratégias recentes foi compartilhar uma playlist com músicas que tem escutado. Ela se chama “Playlist por ‘ME!'” e foi disponibilizada na Apple Music.

Nela, estão presentes artistas como The National e Nina Nesbitt.

Na descrição, ela diz: “Talvez 100 dias ruins fizeram 100 boas histórias, 100 boas histórias me fazem interessante em festas. – as letras de ‘100 Bad Days’ de AJR basicamente resumem tudo. Tudo que acontece com a gente é só uma parte da história que contaremos algum dia. Essas músicas são a trilha sonora da minha história no momento. Eu amo essa playlist para festas na cozinha, longas viagens para casa, reflexos solares. Toas as músicas tem sido amadas e apreciadas por mim”.

Você pode escuta-lá aqui.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.