in

Confira os bastidores de “Stranger Things” revelados na Semana Geeked

Veja detalhes das entrevistas com o elenco do seriado da Netflix

Foto: Divulgação

Por Lara Nascimento e Manuela Sant’Ana

Ontem, 9 de junho, aconteceu o quarto dia de Semana Geeked, da Netflix, com transmissão especial voltada para os bastidores de “Stranger Things”. Foi uma série de entrevistas e curiosidades sobre as temporadas do seriado.

Além disso, foi divulgado um teaser da parte 2 da 4ª temporada, que chega no dia 1º de julho. Assista abaixo:

Atenção: esta matéria contém spoilers!

“Stranger Things” na Semana Geeked, da Netflix

Irmãos Duffer

Começa com uma entrevista com os Irmãos Duffer, Matt e Ross, criadores da série. Eles contam como o grau de terror aumentou desde a primeira temporada, em que os atores ainda eram muito crianças. Para a quarta temporada, isso é diferente.

“Uma das grandes mudanças este ano, além de os personagens estarem em locais diferentes, é que elas não são mais crianças. Já estão no Ensino Médio. Então, de repente, isso abriu muitas portas para a gente […]. Queríamos que fosse bem medonho, as coisas com a Max e tudo o mais, tipo: ‘vamos apelar e tentar ser o mais assustador possível e colocá-los no meio de um filme de terror de verdade’”, explica Ross.

Foto: Divulgação

Além disso, Matt conta sobre como o período do Ensino Médio também conta como algo para se explorar a depressão e a ansiedade. “Tudo isso pode ser representado por esse monstro, o Vecna. Me pareceu apropriado deixar mais sombrio”.  

Diferente da terceira temporada, que é até mais “colorida e engraçada”, os criadores revelam que, por ela ter acabado de uma forma muito triste, a próxima precisava começar de ela onde parou. “Nós tentamos, a cada temporada, não ignorar os eventos que já aconteceram”, conta Ross, citando também o desenvolvimento de cada personagem, como eles superam seus traumas.

Foto: Divulgação

Para falar sobre a “mitologia” da história, os Irmãos Duffer revelam que tinham planejado tudo desde a primeira temporada. Há um porquê da origem do Mundo Invertido, que só está sendo mostrado aos telespectadores agora.

Por fim, Ross Duffer explica sobre o bullying demonstrado na série. Inspirados em Stephen King, ele cita que algo muito importante nas obras do autor é que, apesar de existirem monstros sobrenaturais, muito do terror vem dos seres humanos.

Winona Ryder e David Harbour

Na sequência, David Harbour conta sobre como foi filmada a sua cena de fuga da prisão. “Filmamos em uma prisão de verdade, perto de Vilnius, na Lituânia. Acho que o mais difícil foi, a certa altura, Hopper deixar os sapatos enquanto foge. Então, passei muito tempo correndo descalço nas neves da Lituânia”, conta.

Foto: Divulgação

Em resposta ao que motivou a personagem de Winona Ryder a ajudar Hopper, a atriz responde. “Digo, é o Hopper. E quando digo que ele é tipo a família, então, literalmente, eles são como uma família. Não tinha como ela não ter ido”, explica.

Ambos os atores contam sobre a sutil construção do relacionamento dos dois, que começou desde a primeira temporada, em que brevemente foi comentado que eles se conheceram na infância.

Millie Bobby Brown

Em entrevista para a Semana Geeked, a atriz Millie Bobby Brown conta sobre a experiência de sua personagem em “Stranger Things”, Eleven, ao perder seus poderes. Para ela, foi algo importante pois El precisava saber quem era a personagem de verdade.

Comenta também sobre o bullying que Eleven sofre, coisa que ela não compartilha com ninguém os seus sentimentos, porque sabe que, no fundo, vai precisar enfrentá-los sozinha.

Foto: Divulgação

Joe Keery, Maya Hawke e Joseph Quinn

Falando sobre a amizade na época do Vecna, Joe e Maya comentaram sobre seus personagens e a dinâmica deles juntos. “É o que eu mais gostei na temporada”, revela Maya. “É sempre muito legal ter uma história divertida acontecendo por trás de todas as coisas sobrenaturais e loucas. Nossa história se constrói de um jeito bem legal”, completa Joe.

Foto: Divulgação

Para Maya, a sua cena favorita foi quando os personagens conversaram em uma locadora, ressaltando que foi um bom começo, já que a cena foi gravada antes das outras. A atriz aproveitou o tom de descontração e citou como aconteciam as cenas improvisadas. “Lembro de brincar com isso quando começou a temporada. Falamos: ‘Podemos ter só um ano, uma temporada em que nada acontece?’. Aí, na outra temporada, tudo pode acontecer”, conta.  

Quinn também entrou na conversa e contou como aconteceu a construção e inspiração para seu personagem, citando “Isto É Spinal Tap”. “Para mostrar ser metaleiro requer dedicação exclusiva. Tem que levar muito a sério. Tematicamente, na série, tem muita coisa de John Carpenter e Scooby-Doo. Se Spielberg e John Carpenter dirigissem um filme do Scooby-Doo estaremos em um”, explica.

Sobre a cena do mergulho no lago, que aconteceu no episódio seis, quando os personagens vão para o Lago dos Amantes, Joe explicou como aconteceu a produção. “Foi em um grande centro de convenções em Atlanta, perto do aeroporto. Construíram um tanque que, provavelmente, tinha uns cinco metros de profundidade. Foi incrível”, conta.

Finn Wolfhard, Gaten Matarazzo, Caleb McLaughlin, Sadie Sink e Priah Ferguson

Durante a conversa da Semana Geeked, Finn Wolfhard contou como foi o reencontro com os amigos em “Stranger Things”. “A temporada começa com Mike bem animado, começando a se achar no Ensino Médio. Ele não se sente separado das pessoas, finalmente está achando um grupinho. É uma temporada bem caótica”, começa. “Raramente fazemos cenas juntos hoje em dia, porque são várias tramas rolando ao mesmo tempo. E sempre que voltamos ao básico e temos cenas todos juntos, mas que não são tão loucas… É muito legal”, completa.

Foto: Divulgação

Para explicar sobre a atual fase da sua personagem, Sadie Sink disse: “Ela obviamente está lidando com a dor e a culpa pela morte do Billy. A vida dela mudou, as coisas estão indo ladeira abaixo e é como começamos com ela. E aí, claro, as coisas ficam muito piores”.

Contando como Dustin assumiu um papel de “líder” na atual temporada, o ator Gaten Matarazzo contou que o objetivo do personagem foi atingido, principalmente por “se sentir mais confiante no ensino médio”, talvez sendo motivado pela amizade com Steve, dando um pouco mais de ênfase ao seu visual e do seu grupo. “Ele vê Lucas ficar mais confiante, fazendo coisas legais e se achando. E eu acho que isso o magoa e o motiva. Acho que é algo normal”, disse.

Falando sobre a identificação que possui com seu personagem, Caleb McLaughlin explicou que entende o atual momento de Lucas por ser algo comum. “É quando pensamos: ‘Quem sou eu? Do que eu gosto? Qual é o meu lugar?’. O espírito do mundo fala com você”, reflete.

Já a atriz Priah Ferguson conta como é para a personagem dela, Erica, substituir o seu irmão nesta nova temporada. “Acho mesmo que foi um momento de liderança para a Erica. Foi ela provar pro Clube Hellfire que ela é uma líder e sabe resolver os problemas, e acho que a Erica sempre foi uma líder nas últimas temporadas, mesmo com a capa”, conta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Loading…

    0