23 de junho de 2016 por Fernanda Assunção.

No último sábado (18), Brasília recebeu a terceira edição do festival Rock Sem Fronteiras, trazendo atrações já consagradas na cena independente e também bandas locais com seus riffs pesados e contagiantes.

A banda Etno abriu a noite com suas músicas autorais e embalando o público da casa. Os brasilienses não pouparam esforços na noite fria para aquecer quem foi prestigiar o evento. Cantando seus principais sucessos, Etno embalou a noite com as músicas “Sobreviver”, “Setembro” e “A mesma dor” antes de passar a vez para os paulistas da Bullet Bane.

Bullet Bane – Crédito Rômulo Mendes

Com um DVD ao vivo recém lançado, a Bullet Bane trouxe o seu repertório em inglês para agitar a capital com seu som pesado e a voz marcante de Vitor. O show trouxe uma vibe mais calma em alguns momentos transformada pela imersão das guitarras e da bateria ritmada nas composições da banda.

O show mais político da noite foi feito pela banda Trampa que lançava seu novo albúm “Viva La Evolución” e criticou duramente a invasão ocorrida na última sexta-feira (17) na UnB por manisfestantes pró-ditadura que agrediram alunos e professores além ofender pessoas que transitavam naquele momento. A banda dedicou a música “Farda”, do último disco, aos agressores dos estudantes e membros da universidade. E a apresentação ainda contou com a presença de Oliver e Thuyan da banda Darshan apresentando a inédita “Respirar”.

Trampa – Créditos: Rômulo Mendes

E para fechar a noite, os goianos da Hellbenders, chegaram com seu rock e guitarras eletrizantes para afastar o frio que tomava de conta do local a beira do lago Paranoá. Com um show de um pouco mais de 40 minutos, a banda agitou a galera com seus sucessos e fechou com chave de ouro mais uma edição do evento, deixando um gostinho de quero mais no ar.

A próxima edição do festival vai acontecer no dia 9 de julho com a presença das bandas Scalene, Inky, Aloisio e Dillo. Confira mais informações no aqui.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.