22 de março de 2018 por Mariana Passos.

Por Mariana Passos e Luísa Born

Depois de Zara Larsson e Oh Wonder, foi a vez do Royal Blood e Pearl Jam se apresentarem para 50 mil pessoas no Rio antes do Lollapalooza, que acontece esse final de semana em Interlagos, São Paulo.

Energia, engajamento e qualidade. Pearl Jam, nessa quarta-feira (21), realizou um show incrível e levou o público presente à loucura. O evento reuniu os fãs de todos os tipos: dos mais antigos até mais novos. Em sua quarta passagem pelo Rio de Janeiro, tocaram clássicos como “Even Flow”, “Jeremy”, “Alive”, “Better Man”, “Imortality”, “Black” e ainda sobrou tempo para os covers de Edward Holland, Jr (“Leaving Here”) e Neil Young (“Rockin’ in the Free World”).

Como sempre, o vocalista Eddie Vedder deu um show simpatia e gastou o português no palco: além de conversar com o público, o cantor ainda abordou temas como feminismo e o momento político brasileiro. Antes de cantar “Living Here”, do The Who, ele dedicou, em português, a canção para as mulheres: “A próxima canção é para todas as mulheres fortes de nossas vidas. Mães, filhas, irmãs e namoradas. Só os homens fracos não apoiam as mulheres. Esta música é para os homens que são fortes o bastante e que ajudam na luta pela igualdade”. Chegou ainda a fazer uma crítica ao atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, colocando uma máscara do mesmo com nariz de palhaço.

Em “Wishlist”, Vedder dedicou a canção ao Red Hot Chilli Peppers. Mais tarde, surpreendendo o público, a banda convidou ao palco dois integrantes do Red Hot, Chad Smith (baterista) e Josh Klinghoffer (guitarrista), que estão de passagem pelo Brasil para o Lolla. A combinação não poderia ter sido melhor: Chad e Josh subiram ao palco para tocar nas canções “Can’t Deny Me”, “Alive’ e em “Rockin’ In The Free World”, fazendo os fãs dançarem muito.

Sem decepcionar, a voz, os solos de guitarra inovadores, baixo e bateria enérgicos balançaram o Maracanã durante praticamente três horas de show, com 29 músicas, e o grupo mostrou, mais uma vez, que o grunge não está morto!

Confira a setlist:

  1. Release
  2. Low Light
  3. Elderly Woman Behind the Counter in a Small Town
  4. Go
  5. All Night
  6. Animal
  7. Given to Fly
  8. In Hiding
  9. Jeremy
  10. Corduroy
  11. Even Flow
  12. Immortality
  13. Wishlist
  14. Mind Your Manners
  15. Lightning Bolt
  16. Garden
  17. Can’t Deny Me
  18. Porch
  19. Sleeping by Myself
  20. Inside Job
  21. Daughter
  22. Do the Evolution
  23. Black
  24. Leaving Here
  25. Blood
  26. Better Man
  27. Alive
  28. Rockin’ in the Free World
  29. Yellow Ledbetter

Royal Blood

Atração do palco Onix na sexta-feira (23), o Royal Blood fez um show de abertura de uma hora. A banda é composta por dois integrantes, Mike Kerr (baixo e vocais) e Ben Thatcher (bateria), mas a sensação é de que tem mais integrantes no palco.

Um dos novos nomes do rock, o duo britânico começou o show enquanto o público chegava ao Maracanã. Ainda pouco conhecido – pelo menos pelos fãs do Pearl Jam – quase não se ouvia as pessoas cantarem junto com a banda, que também não interagiu muito com o público.

Em uma setlist de 10 músicas, o duo cantou músicas de seus dois álbuns. Singles como “Figure It Out”, “Out Of The Black” e “Little Monster”, foram lembrados. Para quem gosta de rock, o Royal Blood é uma boa banda para conhecer e ficar de olho no Lollapalooza 2018.

Setlist:

  1. Where Are You Now?
  2. Lights Out
  3. Come on Over
  4. I Only Lie When I Love You
  5. Little Monster
  6. Hook, Line & Sinker
  7. Hole in Your Heart
  8. Figure It Out
  9. Loose Change
  10. Out of the Black

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.