26 de maio de 2018 por Maria Fernanda Villas.

É muito fácil limitar Harry Styles ao seu sucesso enquanto membro do One Direction, uma das maiores boybands dos últimos tempos. Mas o que muitos não sabem, ou não conseguem enxergar, é que nos cinco anos em que ele esteve na banda, o inglês de 24 anos agora, amadureceu e se fortaleceu como artista.

Em seu primeiro álbum solo, lançado em maio de 2017, o ídolo adolescente mostrou um lado completamente inesperado, apresentando músicas inspiradas pelo rock clássico dos anos 70. Harry não quer ser mais um rockstar, ele quer ser O rockstar dos tempos modernos, e existem inúmeras razões pelas quais valem a pena ajudá-lo a alcançar esse status.

Bom gosto musical

Inspirado por artistas como Pink Floyd, Beatles e Fleetwood Mac, Harry Styles explode originalidade. O álbum autointitulado representa o clássico sem perder a modernidade, invocando algo que estava faltando no atual cenário musical. Seguindo um caminho diferente do que ex-membros de boyband costumam tomar, ele encanta com baladas melódicas e um rock energético. “Sign of The Times”, seu primeiro single como artista solo, se assemelha a canção “Life On Mars”, do britânico David Bowie. Já o violão que conduz Sweet Creature faz uma alusão a música Blackbird dos Beatles.

Suporta ativamente importantes causas sociais

Harry Styles apoia apaixonadamente causas sociais com que se identifica. Ele já se pronunciou contra o SeaWorld e suportou a campanha feminista #HeForShe, iniciativa da atriz Emma Watson. Além disso, em seus shows Harry sempre leva uma bandeira LGBT para o palco. Em alguns shows de sua turnê pela Europa, os fãs utilizaram luzes para transformar a arena em uma gigante bandeira LGBT, como forma de surpreender o ídolo. Além disso, na letra da música Medicine, lançada durante esta mesma turnê, ele diz “Os garotos e as garotas estão aqui/Eu me divirto com ele/E estou bem com isso”.

Showman

Em um show de pura emoção, Harry Styles leva os fãs à loucura. De cima do palco, vestindo algum terno excêntrico, ele interage constantemente com os fãs. Em alguns momentos, o show vira quase uma comédia stand-up e em outros ele faz discursos motivacionais, inspirando as pessoas a serem felizes como elas quiserem. Durante as performances musicais, Harry se entrega de corpo e alma. Nas músicas mais pessoais e lentas, o palco é iluminado com cores mais sombrias e românticas. Já nas canções alto astral, o cantor corre por todo o palco, pula, dança e enlouquece junto com a plateia enquanto luzes piscam ao fundo.

Shows no Brasil

Harry Styles já chegou ao Brasil com a sua turnê mundial. Dia 27 ele se apresentará na cidade do Rio de Janeiro, na Jeunesse Arena. Em São Paulo, o show acontece no dia 29, no Espaço das Américas.

A cobertura completa você acompanha no Tracklist por aqui, pelo nosso Twitter e pelo nosso Instagram.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.