in

Festival Eu Gosto De Garotas foca em representatividade feminina no Rio

Evento ocorreu no último sábado (9) e foi produzido e idealizado por Larinhx

Foto: Sthefany

Por Ingrid da Matta – Já pensou em curtir um festival em que um line up é totalmente composto por mulheres incríveis? Parece até sonho, mas foi totalmente real. Aconteceu no último sábado (9) o Festival Eu Gosto de Garotas, produzido e realizado pela produtora Larinhx, no Rio de Janeiro.

Em 2020, Slain, Ikinya, Ebony, Slipmami, Deize Tigrona, Amanda Sarmento , Mc Lizzie, Shury, DAMATTA, Valen, Cianna, além da própria Larinhx, com seu hit “HIDROMASSAGEM”, se reuniram para produzir o disco “Eu Gosto de Garotas” em parceria com a MangoLab e Altafonte. Atrás de um duro processo criativo, essas garotas se reuniram para criar um álbum icônico e inclusivo.

DAMATTA, uma das intérpretes do álbum, conta que essa criação coletiva foi o que as salvou durante a pandemia. Ter um espaço de criação e acolhimento durante esses tempos foi fundamental. Lançado em 2021, até o momento o disco bateu mais de 1 milhão de plays no Spotify. 

Não somente para reverberar todo este movimento iniciado há dois anos, o Festival EGDG, que teve os ingressos esgotados, veio para completar e comemorar as conquistas do coletivo. Quem ganha somos nós e a cena carioca que fica ainda mais diversa.

As atrações do festival foram compostas por todas as artistas do disco, além da musa do rap Flora Matos. Cada uma do seu jeito e com a sua personalidade trouxe para o palco uma performance linda e a personificação das músicas do disco. No comando das pick-ups tivemos DJ Tamy, DJ Ingrid, Lolla, Afrolai, Pambelli e Th4ys

Foto: Marim T Leite

Para Larinhx, Gostar de Garotas é: “Se você gosta de mulheres protagonistas de suas próprias vidas, se você compreende as múltiplas ‘mulheridades’, se você apoia o trabalho de mulheres você gosta de garotas.” 

No evento, o protagonismo feminino foi levado a sério. Os únicos homens que subiram ao palco usaram balaclavas para que seus rostos não aparecessem. Toda a atenção e holofotes, portanto, estavam voltados para as garotas.

Garantindo que todas as pessoas que gostam de garotas estariam presentes no festival, a equipe disponibilizou lotes de ingresso gratuitos para pessoas trans e de baixa renda. Uma super iniciativa, pois boa parte do line é composto por mulheres trans e periféricas.

Por fim, muitos looks, cabelos e maquiagens elaboradas também foram destaques do evento. Confira as fotos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Loading…

    0