10 de abril de 2014 por Lorrany Farias.

Ellie
06 de abril de 2014, exatamente neste dia, debaixo de um sol escaldante algumas pessoas já aguardavam diante do palco SKOL. Era o segundo dia de festival no Autódromo de Interlagos, e assim como os meus, os pés de quem ali estava, já não eram tão fieis em suas posições de servirem de apoio para o corpo.  Rostos de euforia, cansaço, sede, excitação e até de tédio se espalhavam pela vasta (ou seria pequena ainda?) multidão que ali se encontrava. Tira protetor solar – passa protetor solar, bebe água, senta – levanta, amarra um lenço na cabeça, passa protetor solar: algumas das diversas reações de quem ali esperava por Ellie Goulding.

1h30m de espera por ali, debaixo do sol desesperador e da sede incontrolável. Tudo seria compensado quando a rainha do mundo pisasse em um palco brasileiro. E assim aconteceu: exatamente as 15h25m no horário de Brasilia, Ellie Goulding surge. O cansaço e o calor foram deixados de lado, e ali se iniciava uma maratona de choro e de arrepios corporais num público completamente impressionado.

Ellie estava simples, vestia uma camisa do Brasil que ganhou de seu fã clube brasileiro, onde nas costas havia escrito GOULDING com as letras garrafais que já conhecemos; um shorts de couro preto e seu amado Converse nos pés. Seus cabelos estavam comuns, como sempre. Afinal, Ellie Goulding não precisa de muito, é necessário, apenas, que cante com louvor. E isso foi feito com sucesso.

lolla2014_ellie_3817
Em FIGURE 8, música de abertura, Ellie Goulding já pôde sentir a energia do público brasileiro. Ficou impressionada com nossa empolgação, e também como as pessoas daqui podem ser calorosas. Lágrimas escorriam pelo rosto de muitos fãs, talvez milhares, afinal como não se emocionar quando sua fonte de inspiração pisa em seu País pela primeira vez?!

Mesmo Ellie não pulando por todo palco, ela conseguiu surpreender a todos, inclusive a ela mesma! Pulou, dançou, batucou, sambou e bateu cabelo que é uma beleza. Além disso, a plateia que lotou a área do palco SKOL pôde mostrar que música boa atinge os ouvidos de muita gente, inclusive pessoas de gostos completamente opostos.

Capa 04

Dizem por ai, que a voz da nossa favorita é limitada, e por hora, chega a ser sem sal. Mas sua performance no festival, provou o contrário. E isso é notável. O olhar de seus fãs, e daqueles que apenas admiram alguns singles, como I NEED YOUR LOVE, YOU MY EVERYTHING e BURN prova pra nós, e para o mundo que ninguém precisa de muita produção para que se tenha um show grande daqueles que te causa arrepio.

É necessário que seja apenas Ellie Goulding.

capture-20140408-161205

Dê play na performance de BURN, quando Ellie reclama do calor brasileiro. A mais nova artista em ascensão tira a camisa do Brasil e fica apenas de sutiã e shorts. Confira:

* imagens: EGBR 

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.