Entrevista: conheça Ella Z, aposta do pop com influências de Jessie J e IZA

Artista lança o seu primeiro single, “Cê Me Deixa Louca”, já disponível nas plataformas digitais

Por em 11 de junho de 2021

Se você gosta de Jessie J ou IZA, anote este nome: Ella Z. A cantora de 23 anos começa a dar os seus primeiros passos no mundo pop com o single “Cê Me Deixa Louca“, lançado nesta sexta-feira (11) e disponível em todas as plataformas digitais.

Também disposta a acrescentar toques de R&B e MPB nas suas músicas, Ella Z, nome artístico de Marcella Albernaz, cresceu ouvindo rock, mas foi no gênero pop que se encontrou. Para a cantora, Jessie J é considerada “mãe”. “De repente, um dia, eu faça um projeto relacionado à carreira dela”, diz Ella, que não esconde a animação em ter lançado o seu primeiro single no mesmo dia em que Jessie divulgou a faixa “I Want Love”, depois de três anos sem novidades. “Eu pirei! Tudo tem uma hora, e isso foi bizarro para mim. Se eu começar a pensar que isso tem vários significados…”, comenta.

No coração de Ella, também tem espaço para outra artista: IZA. “Ela consegue juntar vários elementos em um só lugar. Ela pode ter uma música mais eletrônica e um pagode no mesmo álbum; os fãs vão ouvir as duas faixas e vão gostar da mesma forma”.

Outra grande influência da artista é a cantora Tori Kelly. Todas são inspirações para Ella desde o começo de sua carreira artística, que teve início bem antes deste 11 de junho de 2021.

Como tudo começou

Ella Z – ou Marcella – cresceu rodeada de inspirações musicais. Seu avô foi músico e compositor, e seu pai também é músico. “Eu praticamente nasci cantando. Meu pai tocava violão perto da minha mãe e a barriga dela quase explodia”, conta aos risos.

A artista destaca que sempre gostou de cantar, mas era muito tímida. Por isso, os pais deram um empurrãozinho: gravaram-na cantando um cover de “The Climb”, da Miley Cyrus, e publicaram no YouTube, em 2013, sem que ela soubesse. “Quando eles me contaram, fiquei desesperada”, disse, até descobrir que o vídeo estava ganhando boa repercussão na internet. “Daí fiquei mais animada, porque até hoje tenho o medo de rejeição. Sou muito perfeccionista”.

Ella Z
Foto: Divulgação/David Arrais

A partir desse episódio, Marcella deixou a vergonha de lado. No mesmo ano, cantou em um festival escolar em Niterói, no Rio de Janeiro, e ouviu as pessoas gritando o seu nome. “Foi a primeira vez em que subi em um palco”, diz. Desde então, já participou de diversos festivais cantando covers, e chegou a abrir para grandes nomes, como Melim e Jota Quest. Também participou de seletivas de programas de TV, como o The Voice Brasil, em 2014 e 2018; The X Factor Brasil, em 2016; e o quadro “Caixa de Talentos”, no Programa do Datena, em 2018.

Mas a artista, que também toca violão, guitarra, percussão e se aventura no piano, sentiu necessidade de escrever as próprias músicas. A partir daí, nasceu o seu primeiro single, “Cê Me Deixa Louca” – e, também, a persona Ella Z.

Saiba mais sobre “Cê Me Deixa Louca”, de Ella Z

Cero dia, após ouvir a canção “Secret“, do Maroon 5, Marcella começou a pensar na própria faixa. Na mesma hora, mandou uma mensagem para a compositora e amiga Carolina Sardou, e as duas escreveram a música em praticamente um dia.

Com menção à Beyoncé e Rihanna, “Cê Me Deixa Louca” relata diversos sentimentos de uma pessoa quando encontra um amor tranquilo. “É tão difícil de acreditar que esse amor é realmente verdadeiro e que estava ali o tempo todo, que a primeira opção é tentar fugir. No final, você se entrega de corpo e alma e, claro, fica louca”, descreve a artista sobre a sensação que quis transmitir com a música. Com produção de Thiago Maximino, o single deve ganhar um clipe em breve – segundo a cantora, será um vídeo “descontraído”.

“Cê Me Deixa Louca” é um marco na carreira de Ella Z, persona que consagra uma nova etapa na vida de Marcella. “Foi quando consegui juntar todas as peças e mostrar quem eu sou. É um personagem com tudo meu que não consegui expressar antes por conta da timidez. Todo esse tempo serviu para entender o que eu queria fazer, que é cantar e viver de música”, destaca. O Tracklist deseja sucesso à artista!

Foto: Divulgação/David Arrais

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!