Ainda que carregue uma discografia de grandes sucessos em suas costas, o The Killers vive dois históricos diferentes nas duas principais paradas musicais do mundo. Enquanto a banda emplacou todos os seus trabalhos no topo do Reino Unido, nenhum desses mesmos títulos havia chegado à liderança da tabela americana — até então.

Com o lançamento de seu primeiro álbum de estúdio em mais de cinco anos, “Wonderful Wonderful”, o grupo de Las Vegas não apenas quebra o seu tabu nos Estados Unidos ao assumir a primeira colocação da Billboard 200, como também mantém sua hegemonia em território britânico ao debutar à frente de todos os outros discos com um dos mais bem-sucedidos lançamentos de rock de 2017.

Já as listas de singles permanecem lideradas por Cardi B e Sam Smith, que continuam colhendo os frutos do sucesso local em suas terrais natais. Paralelamente, nomes como Portugal. The Man, Post Malone, Camila Cabello e Demi Lovato continuam acumulando ganhos e conquistando novos picos a cada semana com seus respectivos sucessos.

BILLBOARD
ESTADOS UNIDOS

Após tomar para si o topo da parada americana de singles, Cardi B estende seu recorde pessoal e ocupa a liderança por uma segunda semana consecutiva com o grandioso sucesso comercial de seu single de estreia, “Bodak Yellow”. Novamente, a faixa reuniu elevados índices de downloads e streams para assegurar a primeira colocação e impedir o avanço de Post Malone e Taylor Swift, respectivamente posicionados nos segundo e terceiro postos da lista.

Ao todo, a canção registrou cerca de 55 mil vendas digitais e 47,9 milhões de audições em serviços de streaming (consagrando-se como a música a liderar o ranking por tal quesito) e 69,6 milhões de pontos em airplay pelos Estados Unidos, largamente superando o percentual obtido na semana passada.

Enquanto as seis primeiras posições da lista permanecem inalteradas, o seu restante é marcado pela ascensão de dois nomes em especial. O mais notável deles, em sua primeira vez na região de destaque da Billboard Hot 100, é “Sorry Not Sorry”, atual música de trabalho de Demi Lovato que assume escala cinco degraus em direção ao décimo lugar.

A faixa se torna a segunda canção da americana a atingir as dez primeiras colocações da tabela em mais de quatro anos. O seu último single com tal desempenho foi “Heart Attack”, que chegou ao mesmo décimo posto em 2013 ao suceder hits que também atingiram a região, como “Skyscraper” (2011) e “This Is Me” (2009).

Por fim, o Portugal. The Man também finca um novo pico com o crescente sucesso de seu último single, “Feel It Still”. A música, que continua progredindo em downloads e conquistando espaço nas rádios americanas (tendo contabilizado 42 mil vendas digitais e 99 milhões de pontos em airplay), assume a sétima colocação, desbancando Imagine Dragons e Yo Gotti no caminho.

Assim se encontram as dez primeiras posições da Billboard Hot 100 nessa semana:

1. “Bodak Yellow”, Cardi B (-)
2. “Rockstar”, Post Malone e 21 Savage (-)
3. “Look What You Made Me Do”, Taylor Swift (-)
4. “1–800–273–8255”, Logic com Alessia Cara e Khalid (-)
5. “Despacito”, Luis Fonsi e Daddy Yankee com Justin Bieber (-)
6. “Unforgettable”, French Montana e Swae Lee (-)
7. “Feel It Still”, Portugal. The Man (10–7)
8. “Believer”, Imagine Dragons (7–8)
9. “Rake It Up”, Yo Gotti e Nicki Minaj (8–9)
10. “Sorry Not Sorry”, Demi Lovato (15–10)

O status de uma das maiores bandas de rock do início do milênio ainda não tinha sido o suficiente para levar o The Killers ao topo da parada americana de discos. Em suas sete entradas na tabela até o momento, o grupo liderado por Brandon Flowers havia apenas chegado aos dez primeiros lugares da Billboard 200 quatro vezes.

Entretanto, as altíssimas expectativas pelo seu lançamento de retorno, o aguardado “Wonderful Wonderful”, foram mais do que suficientes para emplacar o álbum na primeira posição da lista. Ao todo, o trabalho acumulou aproximadamente 118 mil unidades comercializadas por meio de sreams e suas edições física e digital, além das vendas conjuntas do título com os ingressos para sua respectiva turnê de divulgação (estratégia esta também utilizada por ex-líderes como Katy Perry, The Chainsmokers, Arcade Fire e LCD Soundsystem em 2017).

“Wondeful Wonderful” é o sexto título de rock a assumir o topo da Billboard 200 em 2017, sucedendo os trabalhos de nomes como Foo Fighters, Arcade Fire, Linkin Park, LCD Soundsystem e Brand New

Até então, a banda havia alcançado apenas o segundo posto da tabela com “Sam’s Town”, lançado em 2006. Além de tal projeto, o quarteto também se posicionaram entre as dez primeiras colocações com “Battle Born” (que assumiu o terceiro lugar em 2012), “Day & Age” (sexto lugar em 2008) e o disco de estreia “Hot Fuss” (que chegou ao sétimo lugar em 2005, quase um ano após seu lançamento, graças ao sucesso do single “Mr. Brightside”).

Com menos que a metade do percentual obtido pelos líderes, Macklemore emerge na segunda posição com o seu primeiro material solo em 12 anos, “Gemini”. O álbum — o segundo do rapper sem os créditos do produtor Ryan Lewis — somou cerca de 51 mil cópias vendidas ao longo de sua semana de entrada, superando seus três antecessores.

Enquanto o título de estreia solo do americano, “The Language Of My World”, não apareceu em nenhuma das 200 posições da parada, “The Unruly Mess I’ve Made”e “The Heist”, ambos lançados com o duo Macklemore & Ryan Lewis, estrearam diretamente nos quarto e segundo lugares em 2015 e 2012, respectivamente.

Kevin Gates e Jhené Aiko ainda complementam as entradas de maior destaque da última atualização da tabela. Enquanto o rapper explode na quarta colocação com sua mixtape inédita, “By Any Means 2”, a cantora debuta seu mais novo trabalho surpresa, “Trip”, diretamente no quinto posto da lista.

As dez primeiras posições da Billboard 200 são preenchidas pelos seguintes discos:

1. “Wonderful Wonderful”, The Killers (*)
2. “Gemini”, Macklemore (*)
3. “Luv Is Rage 2”, Lil Uzi Vert (2–3)
4. “By Any Means 2”, Kevin Gates (100–4)
5. “Trip”, Jhené Aiko (*)
6. “Stoney”, Post Malone (10–6)
7. “Evolve”, Imagine Dragons (8–7)
8. “DAMN.”, Kendrick Lamar (4–8)
9. “American Teen”, Khalid (6–9)
10. “÷”, Ed Sheeran (11–10)

OFFICIAL CHARTS
REINO UNIDO

Pela terceira semana consecutiva, o topo do Reino Unido pertence à Sam Smith. Com o sucesso estrondoso de sua nova música de trabalho, “Too Good At Goodbyes”, em sua terra natal, o cantor permanece na liderança por uma diferença quase inexistente de 693 unidades vendidas em relação ao segundo colocado, Post Malone.

O single mais recente do rapper gravado em parceria com 21 Savage, “Rockstar”, sobe três postos em direção ao segundo lugar conforme conquista ainda mais espaço em território britânico. A faixa tem registrado grandes índices de downloads e streams e certamente entrará na disputa pelo topo da tabela em sua próxima atualização.

Assim como o novaiorquino, Camila Cabello também finca um novo pico no Official Charts com o crescente sucesso de “Havana”, colaboração com Young Thug. Agora, o mais novo hit da ex-integrante do Fifth Harmony se encontra no quarto lugar da lista após ganhar três colocações, indicando uma ascensão comercial ainda maior para as próximas semanas.

Outro nome a melhorar sua marca pessoal no Reino Unido é Avicii e sua atual música de trabalho, “Lonely Together”. A parceria com Rita Ora, altamente contribuída pelas suas vendas digitais, assume a oitava posição ao ultrapassar os singles mais recentes de Taylor Swift e James Hype — este que retorna ao décimo posto com “More Than Friends”, produzida ao lado da cantora Kelli-Leigh.

Confira como são ocupadas as dez primeiras colocações da parada britânica de singles:

1. “Too Good At Goodbyes”, Sam Smith (-)
2. “Rockstar”, Post Malone e 21 Savage (5–2)
3. “New Rules”, Dua Lipa (2–3)
4. “Havana”, Camila Cabello e Young Thug (7–4)
5. “Reggaetón Lento”, CNCO e Little Mix (6–5)
6. “What About Us”, P!nk (3–6)
7. “Dusk Till Dawn”, Zayn e Sia (9–7)
8. “Lonely Together”, Avicii e Rita Ora (10–8)
9. “Look What You Made Me Do”, Taylor Swift (4–9)
10. “More Than Friends”, James Hype e Kelli-Leigh (11–10)

Repetindo o desempenho do restante de sua discografia, o The Killers está de volta à liderança do Official Charts com o seu aguardado novo trabalho de estúdio, “Wonderful Wonderful”. Com 52 mil unidades vendidas, o álbum se torna o quinto título da banda a assumir a primeira colocação da lista e dá continuidade a uma das marcas mais notáveis da tabela britânica.

Agora, o grupo não apenas se consagra como o único artista não britânico a ter emplacado cinco projetos consecutivos no topo da parada, como também se aproxima de nomes locais como Oasis, Coldplay, Keane e Arctic Monkeys entre os artistas com a mesma ou uma maior quantidade de discos no topo do Reino Unido.

Junto aos seus dois trabalhos solo, “The Desired Effect” (2015) e “Flamingo” (2010), o frontman Brandon Flowers chega à marca de sete títulos a alcançarem o topo, número este compartilhado também por vocalistas como Alex Turner (com projetos do Arctic Monkeys e do The Last Shadow Puppets), Damon Albarn (Blur e Gorillaz) e Sting (com o The Police e seus materiais individuais).

Com o inédito “Roll With The Punches”, o cantor Van Morrison assegura sua 15ª entrada entre as dez primeiras colocações da parada britânica. O trabalho debuta no quarto posto da lista, sucedendo os impressionantes 45 lançamentos do lendário compositor no Official Charts.

O norte-irlandês ainda impediu uma estreia ainda melhor da banda britânica Enter Shikari em sua terra natal. O mais novo trabalho do grupo, “The Spark”, posiciona-se à frente dos dois lançamentos de destaque remanescentes da lista ao emergir no quinto lugar — desempenho apenas menor que o de “Take To The Skies” (2007) e “A Flash Flood Of Colour” (2012), ambos com seus picos registrados na quarta posição.

O Black Country Communion e o The Horrors são os dois últimos nomes com discos inéditos e duas das três novidades entre as primeiras colocações. Tratam-se de “BCCIV” e “V”, que debutam nos sétimo e oitavo degraus da parada, respectivamente, e se juntam à coletânea de sucessos do Foo Fighters como os novos nomes a assumirem os dez primeiros postos do Official Charts em sua última atualização.

Com isso, as dez primeiras posições da tabela britânica de discos são ocupadas na seguinte ordem:

1. “Wonderful Wonderful”, The Killers (*)
2. “Concrete And Gold”, Foo Fighters (1–2)
3. “÷”, Ed Sheeran (-)
4. “Roll With The Punches”, Van Morrison (*)
5. “The Spark”, Enter Shikari (*)
6. “Human”, Rag’n’Bone Man (5–6)
7. “BCCIV”, Black Country Communion (*)
8. “V”, The Horrors (*)
9. “Freedom Child”, The Script (4–9)
10. “Greatest Hits”, Foo Fighters (18–10)


 

A próxima semana deve ser marcada, principalmente, pela presença de três das grandes representantes do pop na atualidade tanto em singles quanto em discos. Primeiramente, Demi Lovato e Miley Cyrus devem disputar a liderança das paradas americana e britânica com seus mais novos álbuns de estúdio, “Tell Me You Love Me” e “Younger Now”, na devida ordem.

Ao mesmo tempo, Beyoncé deve aparecer em destaque com o remix de “Mi Gente”, hit latino de J Balvin e Willy William. A cantora se entregou ao sucesso do reggaeton — que também converteu nomes internacionais como Justin Bieber e Little Mix — e já tem uma das primeiras colocações garantidas tanto nos Estados Unidos quanto no Reino Unido.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.