Nessa terça-feira (20), o cantor britânico Calum Scott conversou com o Tracklist e compartilhou detalhes importantes sobre seu primeiro álbum que foi lançado no dia 9 de março, “Only Human”.

O cantor, que já visitou o Brasil para uma apresentação em parceria com a baiana Ivete Sangalo, comentou seu desejo de retornar ao solo canarinho para performar ao vivo para seus fãs. Isso e muito mais foi compartilhado conosco e você confere os detalhes aqui:

Tracklist: Parabéns pelo seu álbum! Você lançou “Only Human” há apenas 11 dias e ontem nós descobrimos que ele está em 4º lugar no top 10 do Reino Unido. Você teve tempo de comemorar esse desempenho?
Calum: Então, é muito louco! Sim, eu estou aqui na minha cidade natal e eu tive a chance de sair e celebrar com amigos, o que é simplesmente incrível. Estar em casa e poder comemorar o lançamento mundial do meu álbum é sensação maravilhosa e eu me sinto muito contente. Mal posso esperar pro resto do ano acontecer de fato!

Seu single “You Are The Reason” é uma canção incrível já tem mais de 10 milhões de streams. Como você se sente com relação a isso e esses números tão altos?
MALUCO! Oh meu Deus, simplesmente muito louco. Sabe, é diferente dessa vez porque a letra de “You Are The Reason” foi escrita por mim mesmo. Essa é uma música que eu sentei no estúdio com meu amigo Corey e nós sonhamos com essa música em conjunto. Você sabe, “Dancing On My Own” foi um cover e eu amo a música. Mas agora esse é o meu trabalho então é muito, muito especial. Pensar que a música já alcançou 10 milhões de streams é muito louco.

Nessa música, você trabalhou com Jon Maguire e Corey James, certo? Eles são seus amigos? Você convidou eles para uma reunião de composição? Como ocorreu esse processo?
Claro! O Corey especialmente escreveu seis canções comigo para esse álbum. Ele definitivamente me conhece e tem uma relação comigo. Isso me permite ser mais aberto e honesto durante os momentos em que estamos escrevendo. Ele me inspira e me dá muita confiança. Já com o Jon, ele vem trabalhando com o Corey há algum tempo e eles me convidaram para um sessão onde estavam escrevendo uma música que, na realidade, era sobre ansiedade. Durante esse processo, nós acabamos entendendo que, mesmo tendo ansiedade, dentro de uma relação, o amor que nós sentimos por essas pessoas nos ajuda a vencer qualquer coisa. Nesse tipo de movimento, você começa escrevendo sobre um assunto como esse e vai evoluindo e, ao final da sessão, nós havíamos escrito uma das canções mais puras – não necessariamente sobre um relacionamento romântico, mas também sobre a relação com a família e amigos. De fato, o amor que nós sentimos por eles pode nos ajudar a vencer tudo, e essa é uma linda mensagem pra se compartilhar.

Essa é definitivamente uma mensagem necessária nos dias de hoje. Você lançou uma versão de “You Are The Reason” com a cantora Leona Lewis, e ela é uma artista maravilhosa. Você mencionou que ela é uma de suas artistas favoritas, correto? Qual artista, vivo ou morto, você adoraria trabalhar junto?
Nossa, excelente pergunta! Eu gostaria de trabalhar com outro homem em minhas músicas, Sam Smith! Eu já falei isso pra ele, mas ele está extremamente ocupado. (Gostaria de trabalhar com) A minha favorita, Adele. Eu adoraria trabalhar com ela, porque acho que ela tem a voz incrível e escreve canções ainda mais incríveis. Agora, morto… Eu gostaria de trabalhar com a Amy Winehouse. Sabe, uma pessoa que tem alma. Ela sempre foi genuinamente incrível com os olhos fechados e tudo que ela queria fazer era cantar. Eventualmente parte de seu comportamento custou a vida dela, mas honestamente gostaria de trabalhar com todo mundo que tenha essa paixão, esse sonho. Porque quando você colabora com alguém, você consegue criar uma mágica que não seria possível se fosse apenas você. Acredito que tem algo lindo nisso e não seguir uma receita, mas criar algo mágico. Mas se eu tivesse uma chance… Seria Adele, sem dúvidas.

Agora eu gostaria de saber quantas músicas você escreveu pra esse álbum. Eu entendo que as vezes costuma ser um processo longo. Como você chegou nessas 11 que estão no CD?
Eu acredito que tenha escrito aproximadamente 70 músicas pra esse trabalho e todas elas vieram do zero. Escrevi coisas que abrangem assuntos que não queremos falar em situações recorrentes. Mas, na hora de decidir, procurei escolher aquelas que tivessem uma mensagem que as pessoas gostariam de ouvir e que se sentiriam inspirados. Tratando assuntos como a minha sexualidade, que é algo que tem muito a ver comigo e por isso ter o Corey me ajudou a ser quem eu realmente sou.

Isso nos conecta com a minha próxima pergunta. Durante uma entrevista, você disse que a maior mensagem que esse trabalho traz é de autoaceitação. Por que essa mensagem é tão importante pra você? É algo com que você já teve dificuldade?
Eu passei por essas situações com a minha sexualidade. Quando estava crescendo eu fui abandonado, eu reprimi a minha sexualidade por um bom tempo e eu vivia infeliz e isolado. Foi muito difícil escrever todas essas coisas porque essa é a minha história sendo contada. São experiências do passado, e sabe, você expõe tudo isso pras pessoas aproveitarem e criticarem – é disso que se trata a arte. Então, eu escrevi esse álbum completo com a intenção de inspirar gerações. Se eu puder inspirar apenas uma pessoa a ser confiante seja com a sua sexualidade, ou então viver uma vida mais feliz, eu acredito ter cumprido a minha missão.

Obrigada por compartilhar essa mensagem e inspirar tantas pessoas ao redor do mundo. Nós realmente precisamos disso. Essa mensagem importante chegou até nós, aqui no Brasil!
Aaah, brasileiros tem um lugar especial no meu coração. Eu estive aí em 2016 no encerramento dos Jogos Paraolímpicos e me apresentei com a Ivete Sangalo, e eu tive um momento muito bom. Eu vejo meus fãs brasileiros em todos os lugares e nas redes. Eles me fazem muito feliz. Eu realmente amo a relação que tenho com meus fãs brasileiros. Eles me apoiam demais! Eu tenho um fã aí que vai em pontes e grita meu nome. Significa o mundo pra mim, ter fãs que se importam comigo, com a minha música e a minha jornada. Meu relacionamento com meus fãs brasileiros é super importante, porque eles são o maior público pra que eu já me apresentei na vida, no Maracanã. É algo que eu sempre recordo e sempre comento. Sou muito orgulhoso de ter os fãs que tenho no Brasil.

Já que mencionou a Ivete Sangalo, você ainda mantém contato com ela?
Sim, falo com ela sempre que possível. Sei que ela teve gêmeas e eu mandei uma mensagem a parabenizando.

Nosso tempo está acabado, mas você poderia enviar uma mensagem ao seus fãs brasileiros?
Queria dizer que sou extremamente grato por todo o apoio. Significa o mundo pra mim poder compartilhar minha música com vocês e ter pessoas do meu lado mesmo estando tão distantes. E eu sei que, se eu retornasse ao Brasil com um show meu, teria muita gente que viria me ver. Então eu gostaria de mandar um enorme “muito obrigado” a todos e dizer que amo vocês!

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.