in

BTS discursa na Casa Branca; veja detalhes

Os artistas foram convidados para discutir sobre inclusão e representatividade asiática, além de crimes de racismo contra a comunidade

bts casa branca
Foto: Reprodução/Youtube

Nesta terça-feira (31), o BTS fez uma visita à Casa Branca, a convite do próprio presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. O grupo sul-coreano falou sobre inclusão e representatividade, e denunciou a onda crescente de crimes de racismo contra asiáticos.

Leia mais: BTS vai estrelar nova série na Apple Music

A agenda incluiu uma coletiva de imprensa, onde o septeto fez um pequeno discurso. Além disso, eles se encontraram com o presidente no Salão Oval. No entanto, a reunião não esteve aberta aos jornalistas. Eles também filmaram conteúdos digitais para as mídias sociais da Casa Branca, que serão divulgados em breve.

A visita fez parte da agenda de comemoração ao Mês da Herança de Americanos Descendentes de Asiáticos e de Povos das Ilhas dos Pacíficos. De acordo com o intérprete do grupo, eles se reuniram para celebrar e apoiar a comunidade.

Acompanhe o discurso do BTS na Casa Branca

A banda entrou na sala de imprensa acompanhados da Porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre. “Embora muitos de vocês conheçam o BTS como ícones internacionais indicados ao Grammy, eles também desempenham um papel importante como embaixadores da juventude; promovendo uma mensagem de respeito e positividade”, disse.

Veja o vídeo da coletiva, disponibilizado pelo veículo C-SPAN:

RM, líder do grupo, falou em inglês, apresentando o grupo e agradecendo a oportunidade. Depois, os membros falaram em coreano, com a ajuda de um intérprete. “Hoje é o último dia do Mês da Herança AAPI, e nos juntamos para estarmos com a comunidade e celebrar”, disse Jin.

Jimin continuou: “Ficamos devastados com a recente onda de crimes de ódio, incluindo crimes contra asiáticos-americanos. Para acabar com isso e apoiar a causa, gostaríamos de aproveitar esta oportunidade para nos expressarmos mais uma vez”.

J-Hope seguiu o discurso, aproveitando o momento para agradecer aos fãs. “Estamos aqui hoje graças ao nosso ARMY – nossos fãs ao redor do mundo –, que possuem diferentes nacionalidades e línguas. Somos verdadeiramente gratos, sempre”.

“Ainda nos supreendemos com o fato de que a música criada por artistas sul-coreanos alcance tantas pessoas ao redor do mundo, transcendendo línguas e barreiras culturais. Acreditamos que a música é um unificador incrível”, falou Jungkook.

SUGA prosseguiu: “Não é errado que alguém seja diferente de nós mesmos. Acho que a igualdade começa não por discernir o que é certo ou errado, mas por aceitar nossas diferenças”. V completou, dizendo: “Todos têm sua própria história. Esperamos que hoje seja um passo à frente para respeitar e entender cada um como uma pessoa valiosa”.

Por fim, RM encerrou o discurso: “Gostaríamos de agradecer ao Presidente Biden e à Casa Branca por nos dar essa oportunidade de falar sobre uma causa importante, lembrando-nos do que podemos fazer enquanto artistas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

GIPHY App Key not set. Please check settings

    Loading…

    0