rosto da ariana grande em um fundo rosa

Ariana antes de “Positions”: 4 vezes que ela cantou sobre sexo

É inegável que Positions, o novo trabalho de Ariana Grande, se tornou o álbum mais sexual […]

Por em 13 de novembro de 2020

É inegável que Positions, o novo trabalho de Ariana Grande, se tornou o álbum mais sexual de sua carreira. Entretanto, não é de hoje que a cantora fala de sexo em suas músicas.

Positions causou um alvoroço nas redes sociais por conta dos temas e conteúdos explícitos das suas músicas. Porém, Ariana já vem fazendo referências sexuais desde seus trabalhos iniciais.

Abaixo, citamos 4 vezes que a cantora falou de sexo (antes mesmo de Positions) e você não percebeu.

Ariana e 4 músicas sobre sexo antes de Positions

1. Be My Baby

Em My Everything, segundo álbum da cantora, já é possível encontrar algumas referências sexuais nas letras. De forma bem mais sutil e até romântica, ela canta em Be My Baby:

If you know how to be my lover / Maybe you can be my baby / Hold me close under the covers / Kiss me boy and drive me crazy

Se você sabe como ser meu amante / Talvez possa ser meu amor / Me abrace forte debaixo das cobertas / Me beije, garoto, e me enlouqueça

2. Wit It This Christmas, Ariana 5 anos antes de Positions

Um ano depois de My Everything, Ariana lança seu segundo EP de Natal intitulado Christmas & Chill.

O álbum conta com algumas letras de duplo sentido, muitas vezes envolvendo elementos natalinos, mostrando que a cantora se sente mais confortável ao abordar esse assunto.

Já na primeira música, Wit It This Christmas, ela canta:

Are you down for some of these milk and cookies? / Down for loving, you’ll be my drummer boy / And I’m the only drum that you gonna play

Você quer um pouco desses cookies com leite? / Eu estou apaixonada, você vai ser meu baterista / E eu serei o único tambor que você vai tocar

3. Side to Side

Em Side to Side, single principal do Dangerous Woman, Ariana, pela primeira vez, admitiu publicamente a conotação sexual em uma de suas músicas.

Um alvoroço aconteceu na internet quando o verdadeiro significado de “Boy, got me walking side to side” (“Garoto, você me deixou andando bamba”) foi desvendado.

Tudo começou com um tweet da atriz e roteirista Lena Dunham dizendo: “Jack [Antonoff] acabou de me explicar que a música ‘Side to Side’ é sobre ser comida tão forte que você não consegue andar. TANTAS EMOÇÕES!”. Mais tarde, a cantora deu RT no tweet, confirmando a teoria.

https://twitter.com/ArianaGrande/status/770697531349086208

Dangerous Woman realmente abriu portas para que Ariana trabalhasse um tema sexual mais explícito nas suas composições.

Em músicas como Thinking Bout You ela canta “Nobody got me the way that you did / Had my eyes rolling back / Had me arching my back” (“Ninguém me conquistou do jeito que você conquistou / Você me fez revirar meus olhos / Me fez arquear minhas costas“).

4. Sweetener

Sweetener, música título do quarto álbum da cantora, começa de forma animada e com uma mensagem positiva no estilo “se a vida te der limões, faça uma limonada”.

Entretanto, há um verso que pode ter passado batido por você nas vezes que ouviu a música:

“I like the way you lick the bowl / Somehow your method touches my soul”

“Eu gosto do jeito que você lambe a tigela / De alguma forma, seu método toca minha alma”

Em 2018, o tweet do youtuber Tyler Oakley chamou atenção para o significado da expressão “lick the bowl” (lamber a tigela):

Segundo o Urban Dictionary, a expressão “lamber a tigela” significa praticar sexo oral numa mulher depois dela ter tido um orgasmo. Quer mais explícito que isso?

Nesse álbum, Ariana se tornou profissional em fazer versos super sexuais passarem despercebidos no meio de declarações de amor.

Em R.E.M, logo depois de falar que vê o garoto em seus sonhos, ela canta: “You know how to treat it, you know how to eat it” (Você sabe como tratar isso / Você sabe como comer isso).

Já na música Borderline, depois de falar que ela é “pra casar”, ela diz: “Once you tastin’ my ice cream, I bet you won’t ever leave” (Depois que você provar o meu sorvete, aposto que você não vai embora).

Expressar sexualidade não é um convite ao desrespeito!

Olhando assim, dá pra perceber que sexo não é um tema recente nas músicas da Ariana. É um assunto que foi abordado pela cantora desde o início da carreira, mesmo que de forma mais implícita.

Em 2016, ela expressou indignação (e com razão) em seu Twitter por muitas vezes ser desrespeitada por expressar sua sexualidade.

“Esse é o problema. Mulheres expressando sexualidade é confundido com “Oi, venha me desrespeitar” e esse não é o caso”.

Com Positions, Ariana deixa claro que não há nada de errado com expressar sua sexualidade e que ela se sente totalmente confortável com isso. Perfeita, né?

E você, sabe de alguma outra música que Ariana fala de sexo e deixamos passar batido? Conte pra gente nas nossas redes sociais!


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!