5 de abril de 2019 por Redação Tracklist.

Por Sarah Ferragoni

Muita emoção, calor, gritos e interação com os fãs. É assim que o The 1975 volta ao Brasil, com a tour de estreia do seu terceiro álbum, ‘A Brief Inquiry Into Online Relationships’, e faz um show incrível e cheio de energia no Circo Voador, na noite de quinta-feira (4).

A banda veio sem os grandes telões e projeções holográficas que marcaram o início das apresentações no Reino Unido. O show que precedeu o do Lollapalooza, que acontecerá no próximo final de semana em São Paulo, teve um tom bem mais intimista, sem esteiras rolantes ou vídeos de fundo. Matty Healy, o vocalista, por diversas vezes, sentou-se próximo ao público e chegou até a fumar alguns cigarros durante o show – já que o espaço é aberto.

Foto: Luísa Born/Tracklist

A música de abertura, como nos outros shows, foi “Give Yourself A Try”, logo seguido de ““TOOTIMETOOTIMETOOTIME”, que levou o público a pular junto com o vocalista, que distribuiu charme e carisma ao longo de toda a apresentação, dançando e interagindo com os fãs. Logo nas primeiras músicas, ele chegou a dar água para algumas pessoas na grade – pedindo para que ninguém brigasse pela garrafa – e depois também falou com os fãs que estavam no mezanino, para que eles tomassem cuidado
para que nenhum acidente acontecesse (“Don’t be a fucking idiot in the balcony”).

“How are you doing, babes?”, Matty perguntou antes de introduzir a terceira música, “She’s American”, música que ele dançou junto com as duas dançarinas que ficam no palco o tempo todo. Logo no fim da música, os fãs, não sabendo o que estava ou não na setlist, gritaram por “You”, do primeiro álbum. Matty, de forma bem humorada, respondeu que estava muito cansado para cantar essa música naquele momento, mas que depois cantaria. E assim o show continuou: com a banda perto do público em uma apresentação mais intimista do que as dos shows em estádios, que eram carregadas de jogos de luzes e efeitos visuais.

A apresentação continuou com “She Way Out”, “Sincerity is Scary”, música que, e, outros shows, banda já reencenou o clipe, com a famosa esteira rolante. Dessa vez, tivemos Matty dançando muito com sua guitarra, não deixando nada a desejar. Logo depois, uma das mais esperadas, “It’s Not Living (If It’s Not With You)”, seguida por “Loving Someone”, “Couldn’t be More in Love”. Em “A Change of Heart”, uma surpresa para muitos, o vocalista cantou sentado, virado para o público, relaxado enquanto fumava e, diversas vezes, dando o microfone para que os fãs cantassem junto.

Foto: Luísa Born/Tracklist

Depois de “Robbers”, Matty introduziu “Fallingforyou”, que ele descreveu como sendo a melhor coisa que já fez em seus primeiros anos de trabalho. Antes da música mais pedida pelo público, “You”, ele chegou a dizer era legal que músicas acabam significando muito mais para os fãs do que para eles mesmos. E, como esperado, o público cantou com toda a força. As próximas foram “I Like America & America Likes Me” e, a que talvez seja a maior música da banda, “Somebody Else”. Os fãs também não decepcionaram: o Circo Voador vibrava com o eco das vozes, que não pararam em “I Always Wanna Die (Sometimes)”.

A setlist foi longa. O próprio vocalista disse que fariam muitas músicas, já que não tinham toda a estrutura dos outros shows da tour. “If I Believe You”, “Love It If We Made It” e “Chocolate” puxaram a parte final da apresentação. Nas últimas duas músicas, Matty chamou os fãs para que pulassem e cantassem junto. E, ao som dos gritos e na vibração dos pulos, eles terminaram com, “The Sound” e, como não poderia faltar, “Sex”, uma das músicas mais pedidas.

O The 1975 se apresenta hoje (5) no Lollapalooza Brasil.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.