foto de the weeknd um dos grandes injustiçados do grammy 2021

Injustiçados do Grammy 2021: quem deveria ter aparecido na lista?

Não há como fugir: todo ano, vários artistas e músicas aparecem como injustiçados do Grammy. E […]

Por em 24 de novembro de 2020

Não há como fugir: todo ano, vários artistas e músicas aparecem como injustiçados do Grammy. E no Grammy 2021, alguns que pareciam certos na lista ficaram completamente de fora.

É um pouco frustrante, nós sabemos. Por isso, resolvemos listar alguns dos nomes que deveriam ter sido indicados ao Grammy 2021. Confira!

The Weeknd – After Hours

  • Deveria ter sido indicado a: Álbum do ano, Melhor disco de pop vocal, Música do ano, Gravação do ano etc.

Sem dúvida, The Weeknd foi um dos principais injustiçados do Grammy 2021!

New wave, dream pop e R&B: a mistura que The Weeknd fez em After Hours não poderia ter sido melhor sucedida.

Com o disco, o cantor encontrou o perfeito equilíbrio entre seus sons espectrais e o pop maistream, que o colocou nas principais paradas do mundo.

Sem contar que The Weeknd quebrou um recorde que já durava 22 anos. “Blinding Lights” se tornou a música a passar mais semanas no topo da parada da Billboard. Antes, o título era de “Iris”, do Goo Goo Dolls, lançada em 1998.

Harry Styles – Fine Line

  • Deveria ter sido indicado a: Álbum do ano, mas pelo menos foi lembrado para Melhor disco de pop vocal

Em seu primeiro álbum, lançado em 2017, Harry Styles disse que se esforçou muito para fazer tudo certo. Em Fine Line, ele apenas se deixou levar e entregou algo para não botar defeitos.

Dos seus hits “Watermelon Sugar” e “Adore You”, até faixas “do meio”, como “She” e “Canyon Moon”, Styles mostrou todo seu potencial como compositor, musicista e cantor.

Um disco que impressionou até a conceituada revista Rolling Stone, que colocou o Fine Line entre um dos 500 melhores álbuns de todos os tempos!

Hayley Williams – “Simmer”

  • Deveria ter sido indicada a: Melhor música de rock

Por anos, Hayley Williams se negou a lançar qualquer coisa solo. Mas quando a vocalista do Paramore finalmente resolveu se aventurar sozinha, ela entregou nada menos do que um trabalho excelente.

“Simmer” foi seu single de estreia, o primeiro vislumbre do que seria seu álbum — e, mesmo assim, é única, não se parece com nada mais no disco. Uma faixa singular e honesta.

Alicia Keys – “Underdog”

  • Deveria ter sido indicada a: Melhor performance de R&B ou Melhor canção R&B

“Underdog” passou 17 semanas no chart da Billboard. Empoderadora e inspiradora, a faixa tem um pop R&B gratificante de se ouvir.

Fiona Apple – Fetch the Bolt Cutters

  • Deveria ter sido indicado a: Melhor disco de rock, mas pelo menos Fiona foi lembrada em Melhor performance de rock e Melhor música de rock

Fetch the Bolt Cutters foi lançado oito anos após o disco anterior de Fiona Apple (The Idler Wheel…) e entregou exatamente o que seus fãs esperavam: um som despojado e libertador.

O disco foi considerado pela crítica como uma “obra-prima sem amarras”, em que Fiona pôde experimentar e entregar ótimas faixas, como “Shameika” e “For Her”.

Teyana Taylor – The Album

  • Deveria ter sido indicado a: Álbum do ano

Com 23 músicas, o álbum de Teyana Taylor é consistente e trouxe parcerias que o tornaram ainda mais brilhante.

O disco tem participações de Quavo, Lauryn Hill, Erykah Badu, Missy Elliott e mais, que combinaram perfeitamente com a sonoridade da cantora. Um dos injustiçados do Grammy 2021 que nem foi lembrado em outras categorias.

Um destaque é que o disco foi pensado para a maior coesão possível. Teyana dividiu o álbum em capítulos: família, desejo, força, drama e a alegria. Todos com melodias e lyrics hipnóticas, além dos vocais refinados de norte-americana.

Leia também: Os indicados ao Grammy 2021 realmente mereceram?

E você, lembra de mais algum injustiçado do Grammy 2021? Conte para a gente no Twitter!


Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!