19 de maio de 2019 por Giovana Bonfim Escudine.

Na noite passada (18/05), ocorreu o episódio final do concurso tradicional Eurovision, realizado nessa edição em Tel Aviv, em Israel. Além de muitos participantes, ele contou também com a apresentação de Madonna.

Leia também: “Like A Prayer”: há 30 anos, Madonna lançou o disco mais importante do pop

Madonna apresentou “Like a Prayer” em uma versão mais diferente da que estamos acostumados e “Future”, parceria com Quavo. Assista abaixo:

Apresentação polêmica

Vestida em figurino inspirado em Joanna D’arc, a cantora causou polêmicas com a performance da nova música do “Madame X”. Ela envolveu sem medo política no palco do programa. Ao final, dois dançarinos lado a lado aparecem com bandeiras de Israel e da Palestina, fazendo referencia ao conflito entre os países. Aparentemente, a transmissão foi cortada imediatamente quando perceberam.

Madonna violou um dos termos do programa, que é não fazer nenhuma demonstração política. Mas também não foi a única: a banda islandesa Hatari apareceu com bandeira da Palestina protestando.

O diretor israelense do Eurovision disse que os organizadores não perceberam que os dançarinos que estavam com Madonna tinham bandeiras, cujas foram exibidas na transmissão. Que durante os ensaios, não elas não foram usadas.

Várias personalidades foram contra o ato, sendo a ministra de cultura de Israel uma delas: “Eu acho que você não deve envolver política em um evento cultural ou musical como esse. Acho que foi um erro e inapropriado, e com todo respeito à Madonna, coisas como essa não deveriam acontecer”, pronunciou-se Miri Regev.

No Twitter, o chefe da Reuters de Paris também se posicionou:

“Além de ser uma pessoa incerta e de desempenho ruim, Madonna conseguiu violar a regra de não envolvimento político do Eurovision, acrescentando bandeiras israelense e palestina atrás das costas de dois dançarinos. Que desperdício de dinheiro ela foi”.

Eurovision

O Eurovision é um concurso televiso de músicas originais e performances exibido anualmente. Nele, é possível se inscrever e participar qualquer cidadão europeu, tendo como característica então uma multiculturalidade no programa.

Ele é exibido em inúmeros países por diferentes redes de TV desde 1954, já tendo revelado nomes como ABBA e Celine Dion.

Em sua edição de 2019, foi sediado em Israel e teve como ganhador Duncan Lauren. Duncan era representante da Holanda e cantou a música
“Arcade”. O programa durou mais ou menos oito hora seguidas.


Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.