Está sendo um ano de muitas emoções para a banda Dona Cislene. Os brasilienses foram confirmados no Palco Supernova do Rock in Rio 2019 no dia 28 de setembro, e estão se preparando para lançar o terceiro álbum da carreira, “TempoRei”.

Em conversa com o Tracklist, o grupo, formado por Bruno Alpino (vocalista), Guilherme de Bem (guitarrista), Pedro Piauí (baixista) e Paulo Sampaio (baterista) falam sobre a nova fase da banda – que inclui música em conjunto com o Scalene -, a ansiedade para o Rock in Rio, e mais. Leia!

Entrevista com Dona Cislene

Tracklist: Como é que vocês estão se sentindo neste momento? Tem muita coisa legal acontecendo pra vocês. Clipe novo, Rock in Rio, novas músicas…
Guilherme:
Cara, está sendo uma confusão! (Risos) Uma verdadeira confusão. A gente lançou “TempoRei”, a primeira música desse nosso novo disco, e também nesse meio tempo o Rock in Rio divulgou nossa participação. Com isso, tivemos que mudar o cronograma todo para divulgar nosso show no Rock in Rio e, claro, nosso disco. Temos uma música com o Scalene, que são amigos nossos aqui de Brasília, e então estamos em um turbilhão. Tinha até uma viagem marcada pra Disney com minha família, mas vou voltar antes pra deixar tudo pronto. Mas está tudo muito legal, esse momento… esperamos muito por ele. O Rock in Rio chegar junto com o novo trabalho foi incrível. Fomos confirmados no Porão do Rock, então tivemos que nos desdobrar para divulgar tudo, trabalhar todos os eventos. Arrisco a dizer que é o melhor momento da banda. Estamos muito felizes e somos muito gratos.

Esses momentos de grande exposição por conta desses grandes festivais atraem muitas pessoas que ainda não têm contato com o trabalho de vocês. Se vocês pudessem recomendar uma música para o pessoal que está descobrindo o som de vocês, qual seria?
Bruno: Dentro do universo da banda, gostamos muito de variar entre o reggae, rock mais pesado, outras (músicas) mais punk rock e até uma vibe acústica também. Mas, de essência, todas conversam bastante. De qualquer forma, eu acho que “TempoRei” consegue viajar bastante entre essas vertentes que falei. Tem reggae, mas no refrão tem rock. Se fosse mostrar uma musica para publico entender o que é o Dona Cislene, seria “TempoRei”.

Falando em “TempoRei”, o clipe ficou lindo. Vocês têm um cuidado estético muito grande na hora de planejar os clipes, que são divertidos e sempre com propostas interessantes. As novas músicas também terão clipes?
Guilherme:
As músicas vão ter lyric videos no nosso canal do YouTube, mas ainda não teremos clipe para elas. Ainda não vimos necessidade de fazer mais clipes, mas nunca se sabe. Tudo depende também da resposta do público. Com certeza as músicas mais escutadas e mais comentadas terão clipe sim, mais pra frente.

Capa do álbum “TempoRei”. Foto: Divulgação

Falando do relacionamento que vocês têm com o público, qual música não pode faltar no setlist?
Paulo: Realmente temos uma comunicação muito próxima com nosso público, até de amigos mesmo. Eles são nossa base, eles que fazem nós estarmos tocando em festivais e lançando mais discos. Procuramos sempre entender o que eles sempre estão gostando ou não. E, pensando nisso, não pode faltar… “Má Influência”. Já tivemos fã clube com nome dessa música, temos grupos de WhatsApp com esse nome. Se tivermos espaço para tocar apenas uma música, vai ser “Má Influência”, nem que seja acústico (risos).

“Má Influência” é garantia no setlist, mas eu quero saber de surpresas para os shows do Rock in Rio e Porão do Rock… Quais serão?
Piauí: Com certeza terão surpresas. Algo que podemos adiantar é que “TempoRei” ao vivo está linda e esperamos que o público entre na mesma vibe conosco. Vamos agregar os singles novos também, mas ainda teremos outras coisas.

Dona Cislene. Foto: Renato Mori

Depois do grande momento no palco do Rock in Rio… Quem vocês vão querer assistir?
Bruno: Demos a sorte de cairmos no dia de uma das bandas que amamos, o Foo Fighters. Assim que acabar o nosso show, vamos curtir muito. Vai ser um dia de muitas emoções. Ver nossa banda favorita, tocar no mesmo festival que eles e ainda ver os amigos do Raimundos.

O trabalho de vocês tem muitas influências. O novo álbum está focado em alguma sonoridade ou ele permeia diversos gêneros?
Bruno:
“TempoRei” é um álbum de rock, mas ele tem muitas influências sim. Ele varia dentre muitas vertentes. Desde o “Meninos e Leões”, absorvemos muitas referências, crescemos tanto como músicos quanto pessoas. Perdemos o medo de assumir o nosso rock ensolarado, californiano. Essa é a nossa essência e queremos passar isso para as pessoas. Se eu pudesse contextualizar o disco, seria isso… uma vibe ensolarada, rústica, as músicas têm historias simples, de raiz. Fala muito do que sentimos.

E já que vocês são uma banda de influencias tão diversas, gostaria de pedir que vocês compartilhassem musicas que vocês amam, que estão na playlist de vocês, mas que os fãs nem imaginam!
Alceu Valença – Turnê Nordestina (Pedro Piauí)
Los Hermanos – Lágrimas Sofridas (Guilherme de Bem)
Damian Marley – Medicarion (Paulo Sampaio)
Billie Eilish – bad guy (Bruno Alpino)
Foo Fighters – All My Life (Banda)

Tracklist no Rock in Rio

O Rock in Rio começa hoje (27) e o Tracklist vai fazer uma megacobertura do festival. Fique de olho no nosso site e no nosso Twitter!

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.