O sucesso de “Despacito”, colaboração entre Luis Fonsi e Daddy Yankee globalmente impulsionada pelo remix com participação especial de Justin Bieber, é incontestável — e agora lidera as paradas americana e britânica. Após catapultar as rádios de todo o mundo e viralizar internet afora, a canção finalmente superou a concorrência e chegou ao topo da Billboard Hot 100 e da Official Charts.

Com isso, a faixa não só supera hits de nomes como Bruno Mars, DJ Khaled e Ed Sheeran e quebra alguns dos tabus sobre canções de língua estrangeira que até então perduravam por anos nas tabelas musicais, mas também concede à Bieber o título de único artista a se substituir na parada americana em duas semanas seguidas.

Não apenas as tabelas de singles, mas as listas de discos de ambos os lados do mundo também ganharam novos líderes. Enquanto Logic provou sua popularidade em território americano ao emplacar seu novo álbum de estúdio, “Everybody”, no primeiro lugar e desbancar uma de suas maiores influências, Kendrick Lamar, o Kasabian interrompeu o domínio de Ed Sheeran no Reino Unido com a estreia do inédito “For Crying Out Loud”.

BILLBOARD
ESTADOS UNIDOS

A liderança do sucesso latino “Despacito”, single de Luis Fonsi e Daddy Yankee que alavancou ao receber a participação especial de Justin Bieber, já era praticamente garantida, dependendo apenas do tempo para se concretizar. E depois de 17 semanas transitando na tabela, a faixa finalmente chegou à primeira colocação ao escalar duas casas.

A música acumulou cerca de 104 mil vendas digitais e 54,3 milhões de streams pelos Estados Unidos na última semana e se torna a primeira faixa na língua espanhola a ocupar o topo da Billboard Hot 100 desde “Macarena”, hit do Los Del Rio lançado em 1996.

As quatro últimas atualizações da Billboard Hot 100 foram lideradas por quatro singles diferentes — a troca mais rápida de canções no topo desde que a tabela passou a ser contabilizada com os dados eletrônicos da Nielsen Music, em novembro de 1991

Além disso, a canção também consagra Justin Bieber como o primeiro artista da história da parada a se substituir na primeira posição em duas semanas consecutivas ao ultrapassar “I’m The One”, single de DJ Khaled com o canadense que também conta com vocais de Quavo, Chance The Rapper e Lil Wayne.

Além de “Despacito”, quatro outras faixas tiveram saldo positivo na última atualização da Billboard Hot 100, sendo duas delas de rap. Após despencar em downloads, o lançamento do videoclipe de “Mask Off”, de Future, contribuiu para a canção subir para o sexto lugar, enquanto que a viral “XO TOUR LLif3”, de Lil Uzi Vert, cresce digitalmente e assume a oitava colocação.

As outras duas músicas em questão são “Shape Of You”, de Ed Sheeran, e “Stay”, colaboração entre Zedd e Alessia Cara. A mais nova parceria do produtor com a cantora canadense agora ocupa a nona posição, da mesma forma que a antiga líder da parada se encontra no quarto degrau da lista após cair por semanas seguidas.

Confira quais são os dez melhor singles posicionados na Billboard Hot 100:

1. “Despacito”, Luis Fonsi e Daddy Yankee com Justin Bieber (3–1)
2. “That’s What I Like”, Bruno Mars (-)
3. “I’m The One”, DJ Khaled com Justin Bieber, Quavo, Chance The Rapper e Lil Wayne (1–3)
4. “Shape Of You”, Ed Sheeran (5–4)
5. “HUMBLE.”, Kendrick Lamar (4–5)
6. “Mask Off”, Future (7–6)
7. “Something Just Like This”, The Chainsmokers e Coldplay (6–7)
8. “XO TOUR LLif3”, Lil Uzi Vert (9–8)
9. “Stay”, Zedd e Alessia Cara (11–9)
10. “iSpy”, Kyle e Lil Yachty (8–10)

Um mês após o lançamento de seu último disco, “DAMN.”, Kendrick Lamar finalmente abandona a liderança da Billboard 200. O rapper de Compton foi destronado pela estreia do mais novo álbum de estúdio de Logic, “Everybody”, seu primeiro trabalho a alcançar o topo da tabela americana e o terceiro a ocupar uma das dez primeiras colocações.

Ao todo, o título inédito de Logic obteve o equivalente a 247 mil unidades comercializadas (sendo 79% dessa soma contabilizada a partir de vendas físicas e digitais) ao longo de sua semana de entrada de acordo com as estatísticas divulgadas pela Nielsen Music, o suficiente para superar a marca de 134 mil cópias de Kendrick.

Porém, Logic não foi o único nome a superar K. Dot comercialmente nessa semana. Além do rapper, Chris Stapleton também debutou à frente de “DAMN.” com o seu novo trabalho de estúdio, “From A Room: Volume 1”, que assume a vice-liderança da tabela com aproximadamente 219 mil cópias vendidas e derruba Lamar para o terceiro lugar.

Com tal número, “From A Room: Volume 1” tem a melhor semana de vendas da carreira de Stapleton, sucedendo as 153 mil unidades comercializadas alcançadas pelo seu antecessor, “Traveller”, na atualização seguinte à sua série de vitórias na maior e mais prestigiada premiação americana de música country, o CMA Awards 2015.

Por fim, vale também destacar o desempenho de “There’s Really A Wolf”, primeiro disco de Russ que debuta na sétima posição, e da trilha sonora de “Guardiões da Galáxia Vol. 2”, cujas vendas foram alavancadas pela estreia do filme nos Estados Unidos. A chamada “Awesome Mix, Vol. 2” escala quatro degraus rumo à quarta colocação da parada com 87 mil cópias comercializadas na última semana (um aumento de 120% em comparação ao índice da atualização anterior).

Os dez álbuns melhor posicionados na mais recente atualização da Billboard 200 são:

1. “Everybody”, Logic (*)
2. “From A Room: Volume 1”, Chris Stapleton (*)
3. “DAMN.”, Kendrick Lamar (1–3)
4. “Guardians Of The Galaxy, Vol. 2: Awesome Mix, Vol. 2 (Official Motion Picture Soundtrack)”, trilha sonora de “Guardiões da Galáxia Vol. 2” (8–4)
5. “More Life”, Drake (4–5)
6. “÷”, Ed Sheeran (5–6)
7. “There’s Really A Wolf”, Russ (*)
8. “24K Magic”, Bruno Mars (7–8)
9. “Humanz”, Gorillaz (2–9)
10. “Epic AF”, coletânea (6–10)

OFFICIAL CHARTS
REINO UNIDO

O sucesso epidêmico de “Despacito”, parceria do mexicano Luis Fonsi com o porto-riquenho Daddy Yankee remixada com a participação especial de Justin Bieber, tomou conta também do Reino Unido. Após quatro semanas na tabela, a canção finalmente chegou à primeira posição com aproximadamente 31 mil downloads e 6,2 milhões de execuções em plataformas de streaming, tornando-se a primeira faixa de língua estrangeira a assumir o topo desde a viral “Gangnam Style”, faixa do sul-coreano PSY lançada em 2012.

Com isso, Bieber se substitui na liderança da parada, uma vez que “I’m The One”, mais recente single de DJ Khaled que o canadense colabora ao lado de Quavo, Chance The Rapper e Lil Wayne, cai para a segunda colocação. Além de Justin, Ed Sheeran também figura duas vezes entre as dez faixas melhor posicionadas, com “Shape Of You” e “Galway Girl”, agora nos quarto e oitavo lugares, respectivamente.

Um pouco mais abaixo, no oitavo degrau da lista, aparece “Unforgettable”, atual música de trabalho de French Montana em colaboração com Swae Lee que atinge um novo pico na parada britânica. Além da parceria, outras duas faixas que conquistaram desempenhos positivos na tabela nessa semana foram “There’s Nothing Holdin’ Me Back”, última canção lançada por Shawn Mendes que surge no quinto lugar, e “Solo Dance”, sucesso de Martin Jensen que sobe para a nona posição.

Confira os dez singles melhor colocados nessa semana no Reino Unido:

1. “Despacito”, Luis Fonsi e Daddy Yankee com Justin Bieber (*)
2. “I’m The One”, DJ Khaled com Justin Bieber, Quavo, Chance The Rapper e Lil Wayne (1–2)
3. “Symphony”, Clean Bandit e Zara Larsson (2–3)
4. “Shape Of You”, Ed Sheeran (3–4)
5. “There’s Nothing Holdin’ Me Back”, Shawn Mendes (7–5)
6. “Galway Girl”, Ed Sheeran (5–6)
7. “Swalla”, Jason Derulo com Ty Dolla $ign e Nicki Minaj (6–7)
8. “Unforgettable”, French Montana e Swae Lee (12–8)
9. “Solo Dance”, Martin Jensen (10–9)
10. “Sign Of The Times”, Harry Styles (8–10)

Depois de nove atualizações à frente da tabela britânica, a soberania de Ed Sheeran na lista de discos de sua terra natal chegou ao fim. O último trabalho do cantor, “÷”, foi desbancado pela estreia de “For Crying Out Loud”, mais recente álbum de estúdio do Kasabian.

O novo disco do grupo liderado por Tom Meighan reuniu cerca de 52 mil cópias comercializadas ao longo de sua semana de entrada no Reino Unido, cinco mil à frente do obtido por Ed, e se torna o quinto título consecutivo da banda a chegar ao topo da parada (o primeiro desde “48:13”, lançado em 2014).

Não é só o Kasabian, contudo, que debuta em evidência na tabela. Além do quarteto, dois outros nomes conseguiram garantir uma estreia de destaque no Reino Unido: “Pollinator”, recém-lançado trabalho de estúdio do Blondie que abre no quarto lugar, e a coletânea de sucessos de Nick Cave & The Bad Seeds, que assume a oitava colocação.

Dado isso, as dez primeiras posições da parada britânica de discos são ocupadas da seguinte maneira:

1. “For Crying Out Loud”, Kasabian (*)
2. “÷”, Ed Sheeran (1–2)
3. “Human”, Rag’n’Bone Man (-)
4. “Pollinator”, Blondie (*)
5. “Humanz”, Gorillaz (2–5)
6. “More Life”, Drake (-)
7. “DAMN.”, Kendrick Lamar (5–7)
8. “Lovely Creatures: The Best Of Nick Cave And The Bad Seeds (1984–2014)”, Nick Cave & The Bad Seeds (*)
9. “X”, Ed Sheeran (8–9)
10. “Wonderland”, Take That (-)


A grande estreia da semana que vem já é praticamente garantida para Harry Styles tanto nos Estados Unidos quanto no Reino Unido. O integrante do One Direction deve despontar na liderança com as vendas estrondosas de seu homônimo trabalho de estreia solo, cujo lançamento também pode afetar o desempenho comercial do single “Sign Of The Times” em ambos os lados do oceano Atlântico.

Além de Styles, Zac Brown Band e Paramore também estão entre os nomes que carregam grandes chances de debutar em destaque nas próximas atualizações das tabelas. Enquanto “Welcome Home”, último trabalho do grupo de country, deve roubar a cena na parada americana, as expectativas para o lançamento de “After Laughter”, aguardado álbum do trio liderado por Hayley Williams, podem garantir uma estreia em evidência na Billboard 200 e no Official Charts.

Em questão de faixas, Miley Cyrus e o seu single de retorno, “Malibu”, certamente aparecerão entre as primeiras colocações da parada americana devido à estrondosa repercussão recebida pela canção ao longo da última semana e com ajuda das visualizações de seu videoclipe — o quinto mais visto em suas primeiras 24 horas disponível na história do Vevo.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.