Audiovisual: 3 filmes com trilhas sonoras impactantes
21 de junho de 2020 por Giovana Bonfim Escudine.

Em nossa terceira edição de posts temáticos sobre a música no audiovisual, trazemos dessa vez os mais variados filmes. Dessa vez, focando mais em suas trilhas sonoras do que na própria combinação.

Leia também: Audiovisual: 3 obras com trilhas sonoras marcantes

Talvez alguns filmes não tão bons, mas com trilhas sonoras são perfeitas. Um ótimo exercício para se fazer na quarentena: prestar mais atenção nas sequências de músicas.

Saga Crepúsculo

Dispensando muita sinopse, a saga é amada por muitos, mas também detestada por vários. Apesar da controversia sobre sua qualidade, uma coisa é inegável: todos os filmes possuem trilhas sonoras sensacionais. As músicas mais memoráveis presente neles são certamente “Decode”, do Paramore, e “Thousand Years”, da Christina Perri. Os artistas vão desde Lykke Li, passando por Linkin Park, Ellie Goulding, Bruno Mars e chegando até mesmo em St. Vincent.

Numa época em que as redes sociais e influencers não eram ainda tão fortes, os filmes de “Crepúsculo” tiveram o papel de alavancar e impulsionar tanto os artistas quanto suas músicas que apareciam em algum momento. E sim, estamos relembrando isso em 2020. Abaixo, você pode escutar as trilhas de cada um.

Para os outros filmes: Lua Nova, Eclipse, Amanhecer Parte 1, Amanhecer 2

Atomic Blonde

“Atomic Blonde” se passa no contexto de Guerra Fria na Europa. Uma espiã do MI6, vivida por Charlize Theron, é enviada para Berlim para investigar a morte de outro agente. É uma ação com pitadas de “Kill Bill” e “Velozes e Furiosos”, com mulher bonita matando homens e descobrindo falcatruas. Com uma fotografia bem bonita. Ou seja, tudo.

A trilha sonora se conecta perfeitamente com o filme e com cada cena. E, ah, músicas dos anos 80. The Clash, New Order e até mesmo Queen e Bowie. Filmes que quase não tem erros.

Obs: a música dos créditos é uma das maiores músicas da história. Não vou dar spoiler.

The Life Aquatic with Steve Zissou

“The Life Aquatic with Steve Zissou” é um filme de Wes Anderson (também diretor de filmes como “O Grande Hotel Budapeste“), com roteiro dele e de Noah Baumbach (de “História de um Casamento”). Tem todas as características de um filme de Wes: fotografia e paleta de cores impecáveis, história leve e grandes atores. Entre eles, Bill Murray, Owen Wilson e Cate Blanchett.

A comédia dramática acompanha o oceanógrafo Steve Zissou em uma jornada marítima para caçar o jaguar shark, bicho ficcional que havia matado um de seus companheiros de expedição. Na tripulação, ele é acompanhado por sua mulher, um jornalista e o co-piloto. Muitos dramas se desdobram na história.

Outro personagem bastante interessante presente no filme e importantíssimo para a trilha sonorá é Pelé do Santos. Pelé do Santos é interpretado por ninguém menos que Seu Jorge, que faz releituras de músicas de David Bowie, mas em português. Possivelmente algumas das maiores releituras em português de músicas internacionais.

A trilha do filme tem como destaque as próprias versões de Seu Jorge, assim também como originais de David Bowie. As versões abrasileiradas de Seu Jorge também deram origem à outro álbum de várias outras releituras de músicas de Bowie, o “The Life Aquatic Studio Sessions”. Abaixo, você pode conferir tanto a trilha como o álbum.

Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.