10 anos de One Direction: álbuns e turnês que fizeram a história da banda
Banda One Direction no palco

Como sabemos, o aniversário de 10 anos da banda One Direction está cada vez mais próximo! A contagem regressiva para o grande dia é digna de uma série de matérias especiais sobre essa boyband que conquistou o mundo.

Aliás, o primeiro especial da série conta a história da 1D, como e onde tudo começou e também o que cada integrante fazia antes da formação da banda já foi publicado. Confira!

Dando continuidade, vamos focar mais na parte musical, que foi – e continua sendo – tão prestigiada pelos fãs, mídia, paradas musicais e até por quem não é tão fã assim. Cinco álbuns, turnês mundiais, dezenas de singles e milhões de fãs que acompanharam toda a trajetória da banda.

A One Direction foi formada no reality show musical “The X Factor”, e, embora tenha finalizado em terceiro lugar, esta posição não significou muito na carreira da banda. Isso porque o sucesso obtido ainda durante o programa foi tão grande que a banda já saiu com um contrato milionário assinado com a gravadora Syco Music, e, mais tarde, com a norte americana Columbia Records.

Up All Night

A estreia comercial da One Diretion também não tardou a acontecer. Em poucos meses, a banda lançou o primeiro disco de sua carreira. “Up All Night“, que chegou as mãos dos fãs em novembro de 2011, foi o álbum de abertura que possibilitou a apresentação da 1D em todas as partes do mundo. O álbum conta com canções escritas por Ed Sheeran, Tom Fletcher e Kelly Clarkson.

Das 13 músicas que compõem o álbum, três delas se tornaram singles. “What Makes You Beautiful” foi a primeira faixa a ganhar videoclipe e espaço nas rádios de todo o mundo.

Pode-se dizer que a música fez história na trajetória da banda e trouxe, de cara, muitos títulos para a 1D. Logo quando lançada, “What Makes You Beautiful” liderou a parada britânica e se tornou o single da então gravadora mais baixado em sua pré-venda. Além disso, é o videoclipe da banda com mais visualizações no YouTube, somando mais de 1,1 bilhões. A música alcançou muitos outros títulos, mas – alerta spoiler – isso é assunto para outra matéria.

As faixas “Gotta Be You” e “One Thing” foram as próximas escolhidas como singles, sucedendo o sucesso de “What Makes You Beautiful”. Elas alcançaram o pico das tabelas do Reino Unido e Irlanda, e não demoraram muito para serem tocadas em outros países.

“More Than This” chegou a ser também anunciada como o quarto e último single do álbum, mas não obteve tanto sucesso como os anteriores. A faixa não ganhou videoclipe, mas recebeu tratamento especial e sua versão live foi incluída no segundo disco da banda.

O primeiro álbum da banda resultou também na primeira turnê, a “Up All Night Tour“. Ao todo, foram 53 apresentações que passaram pela Europa, América do Norte e alguns países da Oceania, tendo início em 18 de dezembro de 2011 e terminando em 1 de julho do ano seguinte.

Além das músicas do álbum, a banda adicionou alguns covers, como “Torn”, que também foi cantada durante as audições do “The X Factor”, “I Gotta Feelling”, de Black Eyed Peas, e “Use Somebody”, de Kings Of Leon.

A euforia dos fãs para as primeiras perfomances da banda foi tanta que os ingressos se esgotaram poucos minutos após serem liberados para venda. Esse foi o caso dos fãs australianos, que esgotaram os ingressos em apenas três minutos de venda. Estima-se que a One Direction faturou cerca de US$12,8 milhões.

A turnê também ganhou o “Up All Night: The Live Tour”, DVD gravado durante o show em Bournemouth, na Inglaterra, em janeiro de 2012. Assim como o álbum, o DVD também foi recorde de vendas em poucos dias.

Take Me Home

Os membros da One Direction não tiveram muito tempo de folga após os trabalhos com o primeiro disco e a turnê. Logo passaram a produzir o segundo álbum da banda e em pouco tempo os fãs já o tinha em mãos.

Take Me Home” é o título do segundo álbum da 1D, que assim como “Up All Night”, ganhou muitas aclamações da mídia e dos fãs. Lançado em novembro de 2012, soma 13 músicas e três singles.

O primeiro a ser anunciado foi “Live While We’re Young“. Poucas horas após sua pré-venda ser anunciada, a faixa alcançou o primeiro lugar na iTunes Store em 40 países – incluindo o Brasil – se tornando a canção mais rapidamente vendida em pré-venda na história.

O clipe mostra o lado divertido os integrantes, que se divertem, fazendo jus a letra da música. No YouTube, o vídeo já foi visto por mais de 650 milhões de vezes.

Já como segundo single foi escolhida a música “Little Things“. A faixa mostra um lado mais sério e maduro da banda, tanto na música como no videoclipe.

Ela ganhou carinho especial dos fãs, se tornando uma das músicas de mais sucesso na banda. O cantor Ed Sheeran, amigo dos integrantes, ajudou a escrevê-la. Gravada apenas em voz e violão, o clipe mostra Zayn, Harry, Liam, Louis e Niall em estúdio, se diferenciando do que já havia sido mostrado ao público.

Como terceiro e último single de “Take Me Home”, foi anunciada “Kiss You“. A faixa volta com os vocais e instrumental agitados, assim como seu videoclipe.

Embora não tenha tido tanto sucesso como os singles anteriores, o clipe se tornou o segundo com maior número de visualizações em 24 horas, ficando atrás apenas de Justin Bieber. O lado bem-humorado dos cantores se evidencia no clipe, que passeiam por diversos cenários de chroma key – e fazendo referência a Elvis Presley.

Divulgando o álbum, One Direction entrou na segunda turnê de sua carreira, a “Take Me Home Tour“. Dessa vez, a banda ampliou os países visitados e novamente alcançou sucesso de vendas e diversos shows esgotados.

A 1D passou pela Europa, América do Norte, Austrália – tendo como abertura a banda 5 Seconds Of Summer – e Japão, aumentando o número de países, cidades e quantidade de shows. Teve início em 23 de fevereiro e terminou em 3 de novembro do mesmo ano, somando 123 apresentações e US$52,582.

O esgotamento de ingressos fez com que a banda adicionasse mais apresentações ao seu roteiro inicial. Inclusive, a renomada The O2 Arena, em Londres, foi palco de seis shows esgotados da One Direction.

Midnight Memories

O sucesso da One Direction não bastou para apenas dois álbuns! Na mesmo velocidade que o anterior foi produzido, a boyband lançou, em novembro de 2013, seu terceiro álbum de estúdio.

O disco repetiu o sucesso dos anteriores e vendeu 237 mil cópias apenas na primeira semana de distribuição. Além disso, se tornou o álbum mais vendido rapidamente do ano e da carreira da 1D.

Midnight Memories” rendeu também singles e videoclipes de sucesso, dessa vez apostando em letras e arranjos mais maduros. O primeiro single do disco, “Best Song Ever“, mostra bem isso.

O clipe se diferenciou de tudo o que a banda já havia feito. Dirigido por Ben Winston, foi extremamente trabalhado e criativo. Nele, os integrantes incorporaram personagens e conversavam com a versão real deles na introdução. Coreografias, – que são a marca dos clipes da banda – atuação e maquiagem fizeram de “Best Song Ever” um dos vídeos favoritos dos fãs.

Curiosidade: a banda deu spoiler da música ao cantá-la pela primeira vez em um show da turnê “Take Me Home Tour”, na Califórnia.

O segundo single escolhido foi “Story Of My Life“. A faixa mostra bem o lado maduro da 1D, falando sobre família e, como o título diz, sobre a história da vida de cada um.

O clipe mostra cenas familiares dos integrantes com suas famílias em comparação com os tempos atuais. Isso levou a uma aproximação ainda mais forte entre sua vida pessoal com os fãs, que sempre tiveram muito carinho para com os familiares dos cantores.

A faixa, que leva o título do álbum, também entrou para a lista dos singles, se tornando o terceiro escolhido. “Midnight Memories” faz voltar o humor da banda em cenários incríveis.

Para o terceiro álbum da banda foi escolhido o quarto single! A faixa “You & I” recebeu tratamento especial e um videoclipe cheio de efeitos especiais. Embora o cenário do vídeo seja simples, o encanto se percebe nos efeitos computadorizados que fazem os integrantes de transformarem uns nos outros.

Além dos singles oficiais, outras músicas do álbum também ganharam destaque. “Diana” e “Strong” foram as escolhidas como singles promocionais.

Juntamente com o anúncio do álbum, a One Direction anunciou também a turnê que o divulgaria. A terceira turnê da banda aconteceu entre abril e outubro de 2014, passando pela América do Norte, América do Sul e Europa, para um público total de 3,4 milhões.

Intitulada “Were We Are Tour“, foi a primeira vez que os integrantes vieram a América do Sul. No Brasil, a banda passou por São Paulo e Rio de Janeiro em maio. Os fãs apaixonados, que tiveram que esperar três anos para conhecer a banda de perto, logo esgotou os ingressos e uma nova data teve que ser adicionada na cidade de São Paulo. Aliás, a maior parte dos shows tiveram sua capacidade máxima preenchida.

Os shows que aconteceram em San Siro, na Itália, foram gravados e lançados em DVD. O show completo e bastidores são mostrados no filme, que foi apresentado em cinemas de todo o mundo em datas limitadas. Aqui no Brasil, os fãs tiveram que correr para apenas um fim de semana de exibição do “Where We Are: Live From San Siro Stadium”.

FOUR

Como diz seu título, o quarto álbum da One Direction foi, assim como todos os outros, produzido na mesma rapidez já conhecida e esperada pelos fãs. Foi também o último álbum com a participação de Zayn Malik.

FOUR” foi em sua maior parte produzido pelos próprios integrantes, mas teve colaborações de Tom Fletcher, Danny Jones e Dougie Poynter, (membros do McFly) John Legend, Emeli Sandé e Naughty Boy.

Antes do lançamento oficial do álbum, em 2014, a banda disponibilizou a faixa “Fireproof”, para que os fãs pudessem ter noção do que estaria por vir.

Porém, “Steal My Girl” foi o primeiro single oficial de “FOUR”. O clipe, dirigido por Ben Winston, que já havia trabalhado em “Best Song Ever”, mais uma vez foi muito criativo, cheio de cores, cenários e elementos inesperados.

Neste álbum, a banda foi mais econômica e anunciou apenas dois singles. O segundo – e último – foi “Night Changes“.

O clipe convida os fãs a participarem de uma espécie de encontro com os integrantes, cada um ao seu tema. Zayn, Liam, Harry, Niall e Louis interagem diretamente com a câmera dando a impressão de que estão falando com quem assiste o vídeo.

E claro, no final, todos os encontros dão errado, fazendo o humor presente em diversos clipes da banda retornar.

A turnê que promoveu o álbum, “On The Road Again Tour“, começou em fevereiro e terminou em outubro de 2015, somando 80 shows. Passou pela Austrália, Ásia, Africa, Europa e América do Norte.

Vendendo mais de 2,3 milhões de ingressos, a turnê se tornou a segunda mais vendida de 2015, ficando apenas atrás de Taylor Swift.

Após dois meses do início da turnê, Zayn Malik anunciou sua saída da banda. Mesmo com sua saída, os shows continuaram. “On The Road Again Tour” foi a última turnê da One Direction antes da pausa indefinida desde 2016.

Made in the A.M

Ainda em 2015, a One Direction lançou o quinto e último álbum até o momento. “Made in the A.M“, produzido apenas com Niall, Louis, Harry e Liam, deu fim ao ciclo de rapidez e abriu espaço para que os integrantes investissem em seus trabalhos solo.

Drag Me Down” foi o primeiro single do álbum, e ganhou um clipe super especial e trabalhado. Em parceria com a NASA, os integrantes vivenciaram um dia como astronautas e mostraram diversas ferramentas de lá.

Depois, “Perfect” foi anunciado como o single seguinte. Seu clipe, todo em preto e branco, mostra o quanto a banda amadureceu durante os anos.

E, por último, temos “History“. A música não foi escolhida a toa, já que fala sobre a história da banda. Seu videoclipe emocionante traz cenas antigas da banda, desde sua formação, passando por diversos momentos importantes. Zayn, que já havia saído da banda, também aparece na homenagem.

One Direction deu a entender que a despedida foi necessária, e não poderia ter feito isso de forma melhor.

Evolução musical da One Direction

Talento é a palavra chave da One Direction desde que foi formada. Mas, o amadurecimento sonoro foi sendo conquistado a cada nova música, álbum e clipe novo.

Pode-se perceber que tanto as letras das músicas, que nos primeiros dois álbuns eram bem adolescentes e que em sua maioria se referiam a paquera e namoro, foram sendo substituídas por letras mais profundas e significativas.

Outros temas, como família, história pessoal, superação e autoconfiança ganharam espaço. Além disso, a confiança vocal dos cantores foram crescendo, e o espaço de cada um nas músicas também.

Nos primeiros álbuns, percebe-se grande participação de Liam, Zayn e Harry nas músicas em detrimento de Louis e Niall. Já nos últimos, os integrantes foram divididos igualmente, cada um com sua melhor habilidade.

Na próximo matéria do especial em comemoração aos 10 anos da banda, vamos relembrar alguns dos maiores prêmios e conquistas da One Direction.

Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.