30 de outubro de 2019 por Luciana Lino.

Criado em 2011, o duo brasileiro Elekfantz, formado por Daniel Kuhnen e Leo Piovezani, já passou por diversos países e se tornou referência em música eletrônica.

Recentemente, os meninos lançaram o EP “Elements: Part 1”, composto por quatro faixas autorais, incluindo a inédita “Close To Me”. Além de “Close To Me”, fazem parte do disco as já conhecidas “When We Were Young, “Work it Out” e “The Promise”.

O Tracklist conversou com o Elekfantz, cujo último disco foi lançado em 2014. E eles contaram para gente que, além de “Elements: Part. 1”, novos planos já estão a caminho. Leia a seguir!

Tracklist entrevista Elekfantz

Tracklist: Gostaria de começar a nossa conversa falando sobre o EP que vocês lançaram recentemente, o “Elements: Part 1”. Como que tem sido a reação do público, especialmente com a faixa inédita “Close To Me”?
Leo: A reação do público tem sido muito boa, com vários feedbacks positivos. A gente está começando a tocar “Close To Me” nos shows agora. Fizemos uma versão ao vivo um pouco diferente, numa versão mais pista, porque a versão original é um pouco mais punk.

Daniel: Já as outras músicas do EP, especialmente “Work it Out” e “When We Were Young”, temos tocado há mais tempo em nossos shows. O público já pede.

Foi legal vocês terem falado das outras músicas, porque seria minha próxima pergunta. Elas já tinham sido apresentadas ao público antes, e também já tiveram os seus clipes lançados. Por que vocês optaram por esse formato ao invés de lançar todas de uma vez só?
Leo: A gente decidiu dividir nosso disco em duas partes: “Elements: Part 1” e “Elements: Part 2”. Dessa forma, quando a gente decidiu dividir em duas partes, “Close To Me” não seria um single, mas ela encaixou perfeitamente com as músicas que já tinham sido lançadas.

Então, a gente fechou essa primeira parte com quatro musicas, sendo só uma delas inédita. Já a segunda parte do EP vai ter quatro musicas inéditas.

E vocês já podem adiantar alguma coisa sobre a segunda parte do disco?
Daniel: Tem mais um single a caminho agora no fim do ano. Já a previsão de lançamento do nosso segundo EP é no começo do ano que vem.

Como que tem sido o processo criativo desses EPs? Quais são as suas referências, tem algum padrão estético que vocês têm adotado?
Leo: Comparando com o primeiro disco, acho que a segunda parte do EP mantém a parte mais melódica, ou seja, ele tem músicas com bastante melodia e letra. Elas têm com um lado mais pop, com bastante refrão. Não tem nenhuma música instrumental no disco.

Elekfantz. Foto: Divulgação

Tem alguma referência específica que vocês buscaram?
Leo: Acho que a nossa maior referência é a nossa vivência. Às vezes, estamos numa fase de escutar mais um tipo de som específico. Cada música faz parte de um momento e do que estamos escutando naquele momento.

“Close To Me”, por exemplo, não é de agora. Na verdade, ela nasceu junto com “She Knows”, do álbum “Dark Tales & Love Songs”, de 2014. Se você reparar, elas têm elementos parecidos, porque foram compostas meio que juntas.

E “Close To Me” lembra algo mais voltado aos anos 80, no estilo das músicas do Depche Mode.

Daniel: Complementando o que o Leo falou, o disco tem algumas referências dos anos 80, mas uma produção bem contemporânea, bem atual. Tem influências, mas não é um disco muito nostálgico.

E é legal fazer esse movimento de repaginar as músicas dos anos 80, é mais criativo.
Daniel: Tem algumas ideias, algumas referências, algumas influências dos anos 80, tipo Depeche Mode e Tears For Fears. Você vai encontrar elementos que lembram as músicas dessas bandas, mas trouxemos para o hoje, para o nosso mundo, uma produção mais eletrônica.

Bacana. Vocês produziram clipes para todas as faixas do “Elements: Part 1”. Vocês lançaram para “Close To Me” também?
Leo: Não. “Close To Me” só tem um lyric video. Nosso próximo vídeo será de uma faixa já do “Elements: Part 2”. Vamos filmar hoje.

Ah, que legal! E existe algum tipo de relação entre os últimos vídeos do Elekfantz?
Daniel: Eles não estão conectados. O clipe do primeiro single do “Part 1”, “Work It Out“, nós gravamos em Barcelona. Estávamos em uma turnê que terminou na Europa e estávamos com uns dias de folga em Barcelona. Aí, reunimos vários amigos que já tinham trabalhado com a gente, e nasceu o vídeo.

Já o clipe de “The Promise“, que tem uma pegada mais anos 80, gravamos por aqui mesmo. Rodamos em um carro que tem a idade do Leo (risos), um Porsche dos anos 80 que nos ajudou a contar a história.

E “When We Were Young” é o meu clipe favorito. A gente usou a história da infância do Leo, os VHS da infância dele, passando pela adolescência e até quando a gente se reencontrou, formando o Elekfantz.

Então eram vocês mesmos no clipe? Que legal!
Leo: Sim! Era de arquivo pessoal.

E para finalizar, como que está a agenda de vocês para a divulgação do novo trabalho?
Leo: A gente começou a tocar agora “Close To Me”, e a gente fica no Brasil até o fim do ano. Provavelmente, a partir de março, quando acaba o nosso verão, devemos começar nossa turnê pelos EUA, Europa e Ásia.

E a gente está desenvolvendo um show novo. Vou voltar a tocar bateria nas apresentações. Vamos tocar em festivais de eletrônica, mas também queremos fazer uma migração para festivais de música pop.

Daniel: A gente lançou em 2014 nosso primeiro disco. Ficamos quase cinco anos na estrada divulgando e trabalhando esse disco. Só de 2014 a 2016, viajamos mais de 30 países. Então estamos muito empolgados em começar essa nova turnê.

Perfeito, meninos! Muito obrigada e muito sucesso para vocês!
Nós que agradecemos!

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.