Na manhã desta quinta-feira (7), a Official Charts Company, responsável por contabilizar as paradas musicais britânicas, revelou oficialmente o ranking dos álbuns e músicas mais vendidos e reproduzidos em streaming em 2016 no Reino Unido.

A lista de discos mais vendidos é liderada por “25”, terceiro álbum de estúdio de Adele que também foi o melhor colocado do ranking em 2015. O disco teve cerca de 523 mil cópias distribuídas no primeiro semestre de 2016, ultrapassando a marca de 3 milhões de unidades comercializadas ao todo desde seu lançamento, em novembro do ano passado.

O ranking prossegue com as segunda e terceira posições ocupadas por David Bowie, com o inédito “Blackstar” – lançado em janeiro com 353 mil cópias comercializadas até então – e a coletânea “Best Of Bowie” – com 285 mil unidades vendidas no primeiro semestre de 2016 -, respectivamente. Outros nomes que também integram a lista são ColdplayBeyoncéJess Glynne.

Confira a lista dos dez álbuns mais vendidos do primeiro semestre de 2016 no Reino Unido abaixo:

1. “25”, Adele;
2. “Blackstar”, David Bowie;
3. “Best Of Bowie”, David Bowie;
4. “A Head Full Of Dreams”, Coldplay;
5. “Lemonade”, Beyoncé;
6. “Purpose”, Justin Bieber;
7. “I Cry When I Laugh”, Jess Glynne;
8. “If I Can Dream”, Elvis Presley;
9. “Get Weird”, Little Mix;
10. “Chaos And The Calm”, James Bay.

Já o topo do ranking de álbuns mais reproduzidos em streaming no primeiro semestre de 2016 é ocupado por “Purpose”, de Justin Bieber, que já havia quebrado o recorde de maior número de audições em sua semana de lançamento, que voltaria a ser destronado em maio por “Views”, de Drake, que assume a segunda colocação.

A lista continua com trabalhos de 2014, como “X”, de Ed Sheeran “In The Lonely Hour”, de Sam Smith, e discos inéditos como “ANTI”, de Rihanna, disponibilizado exclusivamente para streaming no TIDAL uma semana antes de seu lançamento geral, em janeiro.

Confira a lista de álbuns com maior número de streamings no Reino Unido em 2016 abaixo:

1. “Purpose”, Justin Bieber;
2. “Views”, Drake;
3. “X”, Ed Sheeran;
4. “I Cry When I Laugh”, Jess Glynne;
5. “ANTI”, Rihanna;
6. “Beauty Behind The Madness”, The Weeknd;
7. “Communion”, Years & Years;
8. “Made In The A.M.”, One Direction;
9. “A Head Full Of Dreams”, Coldplay;
10. “In The Lonely Hour”, Sam Smith.

Quanto às canções mais vendidas no primeiro semestre de 2016 no Reino Unido, o ranking é liderado pela banda Lukas Graham com o sucesso “7 Years”, que ocupou o topo da parada britânica de singles por cinco semanas consecutivas e teve 582 mil cópias físicas e digitais comercializadas e 67,6 milhões de streamings.

A lista segue com faixas como o remix de “I Took A Pill In Ibiza”, de Mike Posner, produzido por Seeb, e “Cheap Thrills”, single de Sia extraído de seu mais recente álbum de estúdio, “This Is Acting”, lançado em janeiro.

Confira a lista de faixas mais vendidas no Reino Unido em 2016 abaixo:

1. “7 Years”, Lukas Graham;
2. “I Took A Pill In Ibiza (Seeb Remix)”, Mike Posner e Seeb;
3. “One Dance”, Drake, Wizkid e Kyla;
4. “Cheap Thrills”, Sia;
5. “Fast Car”, Jonas Blue e Dakota;
6. “Stitches”, Shawn Mendes;
7. “Love Yourself”, Justin Bieber;
8. “Can’t Stop The Feeling!”, Justin Timberlake;
9. “Lush Life”, Zara Larsson;
10. “This Is What You Came For”, Calvin Harris e Rihanna.

No que se refere às canções mais reproduzidas em streaming, “One Dance”, parceria de Drake com Wizkid Kyla, lidera a lista, seguido de faixas que na maioria também aparecem no ranking de mais comercializadas, tais como músicas de artistas como Justin Bieber Zara Larsson.

Confira a seguir o ranking das 10 faixas mais reproduzidas em streaming em 2016 no Reino Unido abaixo:

1. “One Dance”, Drake, Wizkid e Tyla;
2. “7 Years”, Lukas Graham;
3. “I Took A Pill In Ibiza (Seeb Remix)”, Mike Posner e Seeb;
4. “Work”, Rihanna e Drake;
5. “Love Yourself”, Justin Bieber;
6. “Lush Life”, Zara Larsson;
7. “Cheap Thrills”, Sia;
8. “Stitches”, Shawn Mendes;
9. “Fast Car”, Jonas Blue e Dakota;
10. “Sorry”, Justin Bieber.

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.