16 de setembro de 2015 por Charlles Correa.

Não existe um modo de falar sobre música independente e não citar a 4AD. Fazer um artigo sobre bandas independentes dos anos 80 e não citar essa gravadora é como escrever sobre Rock’n Roll e não lembrar dos Beatles.

4AD Records, é uma gravadora britânica independente, que foi criada em 1980 por Ivo Watts-Russell e Peter Kent. E está ativa até hoje, fazendo 35 anos. Projetando bandas para o mercado da música independente e mais recentemente para o mercado estético da música.

Talvez essa seja uma das gravadoras de maior importância na história da música. E alguns chegam a dizer até que a 4AD é a gravadora mais importante dos anos 80, por ter projetando bandas como Bauhaus, Dead Can Dance, Bon Iver e Beirut.

Além da qualidade das gravações, a 4AD sempre se preocupou com a estética e com o design dos álbuns gravados. Isso porque o movimento post punk dos anos 80 começou de certa forma como um movimento estético (mas isso é assunto para um outro momento).

As características musicais dessa gravadora, se alteraram com o passar do tempo, mas nunca deixaram de lado sua característica principal: O estímulo a originalidade e ao trabalho criativo. Entre as bandas que são distribuidas pela 4AD, por exemplo, existe uma diferença ENORME entre Red House Painters e Xmal Deutschland. Mas outras coisas permaneceram, como a simplicidade dos arranjos, o som simples, com linhas inovadoras. E ambientação única.

Provavelmente se você está lendo isso já deve ter escutado Bon Iver, certo? Bon Iver é hoje, considerado um dos símbolos da música independente no mundo todo. E foi lançado pela própria 4AD! Além de fazerem parte de outros projetos, como a “4AD Sessions”. um projeto que consiste em selecionar músicos e lançá-los na internet com gravações ao vivo nos estúdios da gravadora. Muito parecido com o projeto da Kexp Radio, que já mencionei aqui.

39

Assim como a Kexp Radio ou o projeto “The Mahogany Sessions”, a 4AD entrou nesse mercado, e claro, entrou pra ficar, assim como fez em 1980, o ano em que nascia uma das maiores gravadoras independentes de todos os tempos. Você pode conferir os álbuns gravados e acessar o site deles aqui: http://4ad.com/

Para entender um pouco melhor os processos de gravação da 4AD, separei 3 discos que demonstram como músicas diferentes, em épocas diferentes conseguem manter a mesma mensagem. Em tempos de grandes gravadores, orçamentos milionários, produtores influentes e listas de popularidade, onde o estímulo da criatividade e a originalidade ficam geralmente em segundo plano, surgem grupos que quebram as barreiras do cumum e nos presenteiam com o que há de melhor na música: O original.

 

  1. Bon Iver – “For Emma, Forever Ago”

Justin Vernon, sofrendo de mononucleose após o fim de sua antiga banda, se trancou em uma cabine em Medford, Wisconsin por três meses (isso mesmo). Esses três meses em que passou sozinho, resultaram na criação de “For Emma, Forever Ago” Inteiramente criado por Vernon; “embora o álbum seja complexo, ele foi criado com nada mais do que alguns microfones e equipamentos de gravação antigos.” Diz a crítica. Em fevereiro do ano seguinte ao lançamento (2007), o trabalho foi relançado através da Jagjaguwar com uma nova capa, e chegou na Europa em maio do mesmo ano pela 4AD.

For Emma

  1. Bauhaus – “In The Flat Field”

In the Flat Field é o álbum de estreia da banda Bauhaus, lançado em 1980, pela gravadora. O álbum foi gravado nos Southern Studios, Londres, exceto a música “Double Dare”, cuja versão gravada foi a tocada na BBC Radio.

O nome da banda, Bauhaus veio da escola alemã de arquitetura e desenho industrial “Bauhaus”, que foi inaugurada em 1919 e fechada pelos nazistas em 1931. Sendo assim, a princípio a banda se chamou “Bauhaus 1919”, até finalmente aderir apenas ao “Bauhaus”.

A ideia da banda quanto à música, era satirizar/ironizar determinados movimentos artísticos, principalmente o Expressionismo.

InTheFlatField

  1. Stornoway – “Beachcomber’s Windowsill”

Lançado em 2010. O disco é a primeira gravação da banda, o que deixou todos os músicos apreensivos sobre como iriam ficar as músicas após a produção da 4AD,  então após um longo tempo de negociações e conversas, o vocalista Brian Briggs disse: “Estávamos acostumados a fazer o nosso próprio caminho e a 4AD nos convenceu de que não intermediariam as produções e que teríamos o controle criativo sobre tudo e eles apoiaram isso e tem funcionado muito bem até agora, e eles permaneceram fiéis a isso”.

Uma sessão acústica de quatro músicas foi gravada para a 4AD na Rotunda, uma casa abandonada em Iffley Village, Oxford em agosto de 2010 e veio a ser um dos grandes lançamentos independentes da gravadora. Alcançando fãs no mundo todo.

Stornoway

 

Comentários

Mais lidas
Alguns direitos reservados / 2013 - 2017.
Desenvolvido por Lucas Mantoani.